João Pessoa, 07 de maio de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
VIOLÊNCIA

Adolescente dá facada em colega por ciúmes da namorada

Comentários:
publicado em 07/05/2012 às 09h28
A- A+

Por muito pouco, uma conversa corriqueira com uma amiga não custa a vida do estudante X., de 17 anos. Aluno do 2º ano do ensino médio, o rapaz conta que estava perto da entrada do colégio no Méier onde estuda, por volta das 13h da quinta-feira da semana passada, quando foi abordado por Y., de 16 anos, seu colega de sala e namorado da amiga com quem havia conversado pouco antes.

Segundo a vítima, Y. lhe fez uma pergunta e, transtornado, desferiu uma facada, que atingiu a parte de trás de sua coxa. Por pouco, o corte, de 10cm de profundidade e 4cm de largura, não atingiu a artéria femoral, o que poderia ter provocado sua morte.

X. acredita que a agressão tenha sido motivada pelo diálogo com a colega, Z.:

– Ela passou por mim e comentou que buscaria Y. na escola. Simplesmente falei “hum”. Ela ainda perguntou o motivo da minha reação e respondi que depois falaria com ela. Mas eu não quis dizer nada demais.

Segundo X., depois de ir em casa com Z., Y. apareceu com uma faca na mão e questionou o colega:

– Você tem alguma coisa para falar de mim para ela?

No que ele respondeu:

– Cara, só te conheço pelo nome da chamada da professora. Nem brinco com você.

De acordo com a vítima, o agressor pretendia acertá-lo na parte esquerda do tórax, mas ele se jogou para trás.

Após o golpe, o casal teria fugido. X. foi levado para dentro da escola por amigos e um professor. Depois, foi encaminhado para o Hospital Salgado Filho, no Méier.

Como o corte foi profundo, a vítima teve que usar um dreno por três dias, para evitar o acúmulo de sangue no ferimento e o risco de contrair alguma infecção. X. perdeu mais de um litro de sangue e terá que ficar um mês sem realizar qualquer atividade física.

– Na hora, não senti nada. Só quando comecei a andar fraquejei da perna, mas um amigo me ajudou. Ainda fiquei de olho para ver se ele iria voltar. A vida passou pela minha frente.

Segundo o delegado Luiz Archimedes, titular da 23ª DP (Méier), onde o caso foi registrado, Y. responderá por lesão corporal.

– Todos os envolvidos são menores de idade. Vamos convocá-los com seus respectivos responsáveis para prestar depoimento nesta segunda-feira (hoje) – explicou o delegado.

Procurados pelo Extra, Z., namorada de Y., e seus pais não quiseram dar sua versão dos fatos. Já Y. não foi localizado.

Extra Online
 

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!