João Pessoa, 14 de janeiro de 2022 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
esporte

Irlanda e Reino Unido podem desistir de candidatura à Copa do Mundo de 2030 e focar na Euro 2028

Comentários:
publicado em 14/01/2022 às 13h40
A- A+

A Irlanda e o Reino Unido têm cogitado remover a sua candidatura à organização da Copa do Mundo de 2030. De acordo com o diário britânico The Guardian, os países vizinhos têm pretensões de focar seus esforços em abrigar a Eurocopa de 2028, já que a concorrência para sediar o Mundial é enorme, e atualmente conta com a candidatura conjunta europeia de Espanha e Portugal.

A realização de candidaturas conjuntas tem sido fomentada pelas federações de futebol e deve ser posta em prática pela segunda vez na história (a primeira foi na Copa de 2002, sediada pelo Japão e Coreia do Sul) na edição de 2026, que será realizada nos Estados Unidos, Canadá e México. A mesma coisa deve ocorrer com a edição centenária do Mundial em 2030, que já tem Uruguai e Argentina como candidatos, além de uma inesperada junção entre Arábia Saudita e Itália.

A FA (Football Association), entidade que organiza e rege o futebol inglês, vem realizando um estudo sobre a viabilidade do país em sediar a Copa do Mundo. A pesquisa receberá um aporte do governo britânico de 2,8 milhões de euros, mas apesar do estudo estar em seus primeiros passos, a associação já apontou que vê a candidatura como improvável.

Dentre as questões que aumentaram a insegurança da FA em relação ao evento, está a não inclusão do estádio Hampden Park, localizado em Glasgow, na proposta do Governo do Reino Unido para a candidatura à Copa de 2030.

Vale ressaltar que a Copa do Mundo de futebol é um dos maiores espetáculos esportivos do globo e em todas as edições atrai milhares de turistas para o país sede, movimentando absurdamente a economia local, assim como as casas de apostas com odds mais altas, onde a competição figura entre as favoritas dos usuários. Isso porque eles podem aproveitar a facilidade para arriscar no Mundial de 2022 e tentar obter um lucro maior com seus palpites. Contudo, os odds elevados também são válidos para diversos eventos esportivos presentes no catálogo das plataformas listadas no apostasesportivas24.com, que além de selecionar as melhores promoções, ainda disponibiliza análises das principais operadoras atuantes no Brasil.

Euro 2028

Sabendo das dificuldades, uma alternativa que se tornou muito mais atraente para as associações futebolísticas britânicas é sediar a Eurocopa de 2028, já que a Uefa e a cúpula do futebol inglês mantêm uma ótima relação. Ademais, a Uefa já apontou que pretende aumentar a quantidade de seleção que disputarão a competição continental, de 24 para 32, com isso, as nações que compõem o Reino Unido (Escócia, Irlanda do Norte, País de Gales e Inglaterra) junto a Irlanda, seriam a alternativa ideal para distribuir a maior quantidade de partidas, organizando melhor a competição.

Ainda assim, a Irlanda e o Reino Unido têm até o dia 31 de março de 2022 para decidirem se enviarão ou não a proposta para sediar o mundial de 2030 para o Conselho da Fifa. Sendo que, apesar dos receios da FA, muitos acreditam que os países devem realizar a candidatura conjunta.

Além disso, o retorno da Copa do Mundo ao continente europeu em 2030 seria ideal, já que a Fifa implementou um regime de rodízio, onde de duas em duas edições o evento retorna a um continente. Na Europa, a última edição foi a da Rússia 2018, e as próximas já têm seus locais confirmados: Catar (Ásia) 2022 e Estados Unidos, México e Canadá (América) em 2026. No entanto, como o primeiro Mundial, realizado em 1930, foi feito no Uruguai, há uma brecha que pode dar vantagem aos país sul-americano para sediar o evento em 2030 em celebração ao centenário.

MaisPB