João Pessoa, 24 de outubro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Cadeira de número 32

Eitel Santigo é eleito imortal da APL

Comentários:
publicado em 24/10/2020 às 13h59
atualizado em 24/10/2020 às 13h20
A- A+

A Academia Paraibana de Letras (APL) realizou nessa sexta-feira (23) a eleição para preenchimento da Cadeira de número 32, que teve como último ocupante o jornalista, escritor e ativista cultural Wills Leal, falecido este ano. A vaga foi disputada por quatro candidatos. A comissão Eleitoral foi presidida pelo acadêmico Luiz Nunes, tendo como membros, Milton Marques e Chico Pereira.

O procurador Eitel Santiago Pereira, ganhou o pleito para o professor Francilino Soares, num placar de 15/14 votos. Já o jornalista Gilvan de Brito e o sociólogo Marcus Alves, não tiveram nenhum voto.

Segundo a presidente da Academia, a escritora Ângela Bezerra, o pleito se deu com muita tranquilidade. “Muito concorrida, com a disputa de 4 candidatos, a eleição transcorreu em clima de muita paz. Surpreendeu por se resolver em primeiro turno, com a polarização entre dois candidatos. A vitória de Eitel Santiago foi muito comemorada, mesmo por acadêmicos que não sufragaram seu nome mas reconhecem seus méritos intelectuais. Todos nos alegramos pela perspectiva da ótima convivência humana e pela certeza de quanto haverá de contribuir para o fortalecimento da APL”, disse Ângela

A posse será acertada entre o Eitel Santiago e a ‘presidente da APL, Ângela Bezerra que deverá acontecer em dezembro próximo ou janeiro de 2021. “Feliz e estimulado a contribuir com a cultura. Na APL, a memória de meu pai, Joacil de Brito Pereira, sempre está presente. Isso me anima a participar ativamente da agremiação”, comentou Eitel.

Quem é Eitel Santiago

Aprovado em concurso público, Eitel Santiago ingressou na carreira do MPF em 1984 e, no ano de 1996, foi promovido, por merecimento, para a Subprocuradoria-Geral da República, onde trabalhou até 2017, quando se aposentou. Oficiou nas turmas criminais e na Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça, bem como na Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal. Integrou a 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF (índios e minorias) e coordenou a 1ª Câmara (constitucional) e a 5ª Câmara (patrimônio público). Presidiu o Conselho Institucional do MPF, integrado por 21 Subprocuradores-Gerais. Foi Corregedor-Geral do MPF. Por três vezes, foi eleito pelos pares para o Conselho Superior do MPF. Mestre em Direito e Professor de Direito Constitucional e de Direito Penal na UFPB, Eitel Santiago é membro da Academia Paraibana de Letras Jurídicas e autor dos livros “Ensaios de Política e Filosofia: Origem e Justificação do Estado” (2006), “Política, Ética e Estado” (2010) e “Função Constituinte da Jurisdição Constitucional” (2014).

Kubitschek Pinheiro – MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!