João Pessoa, 12 de julho de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
secretário de saúde

JP terá aumento de casos com volta do comércio: “Não adianta se iludir”

Comentários:
publicado em 12/07/2020 às 17h00
atualizado em 12/07/2020 às 14h05
A- A+
Geraldo Medeiros - Foto: Albemar Santos/MaisPB

Apesar da alta de casos e mortes da Covid-19 na Paraíba, a pressão de setores econômicos surtiu efeito e a partir desta segunda-feira (13) as duas maiores da cidades do estado – João Pessoa e Campina Grande – experimentarão uma nova rodada de flexibilização em meio à pandemia do novo coronavírus. Para o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, a medida implicará em um aumento de infecções em 15 dias. O que Medeiros torce é para que o avanço aconteça de forma controlável.

+ Paraíba é o estado do Nordeste com maior alta de mortes, aponta levantamento

“Não adianta se iludir. Qualquer flexibilização implica daqui a 15 dias em um maior número de casos. O nosso objetivo é que possamos ter aumento de casos de uma maneira controlável sem haver o colapso da rede pública. A vacina vai demorar, é o único meio de controlar esse vírus. Então, por isso, faremos uma intensa campanha na próxima semana de conscientização e de obediência dos protocolos para que tenhamos um aumento de casos, mas de forma controlável. Não poderíamos ficar o tempo todo fechado, isso é lógico. A Paraíba tem conseguido o objetivo de não sofrer colapso da rede”, declarou ao MaisPB.

A partir desta segunda-feira (13), o comércio de rua e shoppings centers voltarão a funcionar na capital paraibana, enquanto Campina Grande, que está em um estágio mais avançado de reabertura, liberará bares e restaurantes. O comércio na Rainha da Borborema já está em funcionamento desde o dia 15 do mês passado.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!