João Pessoa, 19 de maio de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
medicina

Associações emitem parecer contra cloroquina

Comentários:
publicado em 19/05/2020 às 14h15
atualizado em 19/05/2020 às 14h07
A- A+

Três entidades científicas brasileiras – Associação de Medicina Intensiva Brasileira, Sociedade Brasileira de Infectologia e a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia – emitiram um documento com diretrizes para o tratamento da Covid-19 e, em consenso, não recomendaram o uso de rotina da cloroquina e da hidroxicloroquina.

As entidades reuniram 27 especialistas para analisar medicamentos e terapias aplicados em pacientes com Covid-19. Segundo os órgãos, diversos procedimentos utilizados atualmente “carecem de apropriada avaliação de efetividade e de segurança”.

De acordo com o documento formulado pelas sociedades médicas, a cloroquina e a hidroxicloroquina (receitadas usualmente para malária) não devem ser usadas como tratamento de rotina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2). Após revisarem três estudos, os especialistas afirmam que “as evidências disponíveis não sugerem benefício clinicamente significativo”.

Os medicamentos, segundo o estudo, representam risco moderado de problemas cardiovasculares nos pacientes, como arritmia.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!