João Pessoa, 01 de janeiro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
retrospectiva

Brasil encerra 2019 com 152 vagas carimbadas para Tóquio 2020

Comentários:
publicado em 01/01/2020 às 10h12
A- A+
Joao de Lucca. Revezamento 4x200m livre, Campeonato Mundial dos Esportes Aquáticos. 26 de Julho de 2019, Gwangju, Coreia do Sul. Foto: Satiro Sodré/rededoesporte.gov.brr

A menos de sete meses para a abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o Brasil fecha 2019 com números animadores: foram ao todo 22 medalhas conquistadas este ano em campeonatos mundiais ou competições equivalentes, em 13 modalidades esportivas (boxe, canoagem velocidade, esgrima, ginástica artística, judô, karatê, natação, skate park, skate street, surfe, taekwondo, vela e vôlei).

Dos 250 atletas que integrarão a delegação brasileira na Olimpíada do Japão, 152 já carimbaram o passaporte para a competição. Mas ainda há muitos brasileiros que vão lutar por vagas no primeiro semestre de 2020, seja em torneios pré-olímpicos (futebol masculino, basquete feminino e masculino, basquete 3×3, boxe, rugby, caratê) ou somando pontos para ascender nos rankings mundiais das federações internacionais (Atletismo, Badminton, Ciclismo, Esgrima, Ginástica Rítmica, Ginástica de Trampolim, Golfe, Judô, Natação, Skate, Taekwondo, Triatlo).

Seja como for, as conquistas de 2019 já sinalizaram que o Time Brasil tem tudo para brilhar ano que vem em Tóquio. A lista completa de vagas olímpicas já asseguradas pode ser conferida no site do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Veja agora alguns dos atletas que já se credenciaram aos jogos de Tóquio 2020 ou estão bem perto de garantir uma vaga.

A dupla Isaquias Queiroz e Erlon Souza faturou em agosto a medalha de bronze no C2 (canoa) masculino 1000m durante o Mundial da Hungria. A conquista assegurou duas vagas para a equipe brasileira em Tóquio 2020.

A canoísta mineira Ana Sátila garantiu duas vagas no Campeonato Mundial disputado em setembro, em La Seu d’Urgell, na Espanha. Ela carimbou as vagas ao se classificar para as semifinais femininas das provas C1 (canoa) e K1 (caiaque) feminino. Outro brasileiro que vai representar o país em Tóquio 2020 será Pedro Henrique Gonçalves, que terminou na 24ª colocação na semifinal do K1 masculino.

Natação

As primeiras 12 vagas foram asseguradas em julho durante o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju (Coréia do Sul). Luiz Altamir, Fernando Scheffer, João de Lucca e Breno Correia obtiveram a sexta melhor nota no revezamento 4x200m livre, colocação suficiente para garantir a participação brasileira em Tóquio.  O pais também se classificou nos nos revezamentos masculinos 4 x 100m livre e no 4x100m medley.

Agência Brasil