João Pessoa, 23 de abril de 2013 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
“THE GUARDIAN”

Marina Silva deve enfrentar dificuldades em 2014, diz jornal britânico

Comentários:
publicado em 23/04/2013 às 14h49
A- A+

 Em reportagem publicada nesta terça-feira (23), o jornal britânico "The Guardian" afirma que a ex-senadora Marina Silva deve enfrentar dificuldades para concorrer novamente à Presidência em 2014.

O texto elogia a trajetória de Marina na militância ambientalista, mas sugere que ela perdeu espaço político no Brasil após o terceiro lugar na eleição presidencial de 2010.

"Apesar do seu perfil global –ela carregou a bandeira olímpica na abertura dos Jogos de Londres– [Marina] Silva mergulhou nas sombras em seu país", diz o jornal britânico.

Segundo o "Guardian", a agenda da sustentabilidade foi "deixada de lado" pelo governo Dilma Rousseff em favor de investimentos em áreas como mineração e infraestrutura.

"São tempos difíceis para ser um militante ambientalista", afirma o jornal, ressalvando que Marina já deu um "passo considerável" na coleta de assinaturas para fundar seu novo partido, a Rede Sustentabilidade.

À publicação britânica Marina fala sobre a possível candidatura em 2014, que ela ainda não anunciou formalmente. "Não sei se vai ser mais difícil desta vez, mas sei que vai ser mais importante, porque muita gente perdeu a esperança."

O "Guardian" diz ainda que a fé evangélica de Marina teria afastado parte de seus possíveis aliados.

"[Marina] Silva continua popular, mas seu ardor religioso –ela se converteu do catolicismo para o cristianismo evangélico– desanimou alguns apoiadores em potencial", diz o jornal.

Folha.com

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!