João Pessoa, 31 de maio de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
INVESTIGAÇÃO

Empresário abraçou radialista antes de crime

Comentários:
publicado em 31/05/2019 às 18h30
atualizado em 01/06/2019 às 08h45
Joacir Oliveira Filho (Foto: arquivo)

O empresário Roberto Vicente Correia do Monte abraçou o radialista Joacir Oliveira Filho momentos antes de matá-lo. O homicídio teria acontecido logo após uma discussão por motivo fútil e suspeito e vítima estavam embriagados.

Com as investigações em andamento, a delegada Suelane Souto contou ao Portal MaisPB, nesta sexta-feira (31), que testemunhas relataram que a conversa seguia em tom amistoso e ameno. “Eles se abraçavam, se cheiravam e o empresário chegou inclusive a pagar a conta da vítima”, pontua.

Ao Portal MaisPB, Suelane disse acreditar que o crime não foi premeditado e ocorreu após ‘discussões generalizadas’.  Para ela, a bebida e a posse da arma influenciaram para que o homicídio acontecesse. “O autor portava uma pistola calibre 635 e desferiu um único disparo, em seguida saiu ajudado por seu motorista”, ressalta.

O suspeito chegou a confessar a autoria do crime quando foi detido, afirmando ‘saber o que fez’, mas ao ser interrogado, na tarde desta sexta-feira (31), preferiu fazer uso do direito de ficar calado quando questionado sobre o homicídio. Ele afirmou não conhecer a vítima antes do assassinato, apesar da conversa amistosa relatada por testemunhas.

Roberto Vicente não possui antecedentes criminais e passará pela audiência de custódia na segunda-feira (03).

O radialista Joacir Oliveira Filho, 35 anos, foi assassinado com um tiro no peito na noite dessa quinta-feira (30). O crime aconteceu dentro do Restaurante da La Paloma, no centro da cidade. Ele era filho do locutor esportivo Joacir de Oliveira, que faleceu em 2014 vítima de uma embolia pulmonar decorrente de um transplante de coração.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também