João Pessoa, 20 de março de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
REVOGAÇÃO DE PRISÃO

Defesa de Livânia aguarda mudança de instância para apresentar recursos

Comentários:
publicado em 20/03/2019 às 17h19

A defesa da ex-secretária de Administração, Lívânia Farias, obteve acesso a partes do processo em relação ao inquérito e procedimentos investigatórios criminais e estuda entrar com recursos contra a prisão da ex-gestora.

Em contato com o Portal MaisPB, o advogado Sheyner Asfora explicou que ainda não entrou com nenhum habeas  corpus porque ainda está se inteirando dos motivos que levaram à prisão dela e aguarda a possibilidade do processo ser remetido ao primeiro grau de jurisdição nos próximos dias.

“Como ela não é mais secretária, o processo vai até sair do Tribunal de Justiça. O desembargador relator deverá destinar a área competente para uma instância de primeiro grau. São duas denúncias, como não tem nenhum acusado de foro, só ela, sairá do tribunal”, previu.

“Vamos aguardar essa definição, apesar de estarmos tomando outras providências em paralelo, para saber quais serão os procedimentos”, acrescentou.

Entre essas outras medidas estão pedidos da revogação da prisão, porque, segundo Ásfora, em nenhum momento, Livânia foi ouvida ou intimada a depor apesar de ter se colocado a disposição. Até agora ela também não foi ouvida pelos integrantes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba.

“Em nenhum momento ela prestou depoimento. Não sinalizaram ainda nesse sentido”, finalizou.

Suspeita de receber propina da Cruz Vermelha, Organização Social contratada para gerenciar hospitais na Paraíba, Livânia Farias foi presa no último sábado (16), ao desembarcar no Aeroporto Castro Pinto, na Grande João Pessoa. Ela cumpre a prisão preventiva na sede da Companhia de Polícia Militar, em Cabedelo.

Roberto Targino – MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também