João Pessoa, 17 de fevereiro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
saúde

Criação de consórcio tenta manter funcionamento de UPA

Comentários:
publicado em 17/02/2019 às 10h23
(Foto: ilustração)

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) está intermediando as discussões para a formação de um consórcio de saúde entre os municípios de Ingá, Itatuba, Riachão do Bacamarte, Serra Redonda e Juarez Távora. A promotora de Justiça de Ingá, Claudia Cabral Cavalcante, explicou que o esforço visa a sustentabilidade da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que será aberta no município.

A promotora conduziu uma reunião nesta quinta-feira (14/02) com gestores dos municípios que podem se beneficiar com a implementação do consórcio intermunicipal de saúde. A ideia é garantir que a UPA, que será inaugurada em breve, preste um serviço de qualidade e mantenha-se em seu perfeito funcionamento, atendendo moradores da região, com a contrapartida necessária dos gestores.

“Ao tomar conhecimento que Ingá vai inaugurar uma UPA imaginei a demanda dos municípios vizinhos que o serviço irá absorver, razão pela qual estamos buscando a formalização dessa cooperação entre os municípios beneficiados, como forma de garantir a funcionalidade da UPA, uma vez que a questão orçamentária de manutenção é preocupante diante da estimativa da demanda”, explicou Claudia Cabral.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também