João Pessoa, 14 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Famup se engaja na Zona Franca

Comentários:
publicado em 15/05/2015 às 12h01

(ADELSON BARBOSA DOS SANTOS*) – A Famup (Federação de Associações de Municípios da Paraíba), em boa hora se engajou na luta em defesa da criação e instalação da Zona Franca do Semiárido na cidade de Cajazeiras. Segundo o presidente da entidade, Tota Guedes, a PEC que visa a criação da Zona Franca, idealizada por Wilson Santiago, quando estava no Senado, e defendida pelo deputado Wilson Filho (PTB), contempla os Estados da Paraíba, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Piauí e Bahia, proporcionando a geração de milhares de empregos e impulsionando a economia do interior.
Hoje, a cidade de Cajazeiras será sede de uma audiência pública convocada por Wilson Filho, que é coordenador da bancada federal da Paraíba, e pela Prefeitura Municipal, para discutir a importância da Zona Franca para as cidades do Semiárido brasileiro, e mobilizar a sociedade a favor do empreendimento.

O evento de hoje, segundo Tota Guedes, dará início a uma verdadeira cruzada em prol do desenvolvimento regional. De acordo com o presidente da Famup, a grandiosidade socioeconômica da PEC do Semiárido, como está sendo chamada, sugere que, não apenas os Estados
envolvidos se empenhem no debate, mas o Nordeste como um todo. “A Zona Franca do Semiárido será a única forma de nos libertarmos, no médio prazo, da espoliação e dependência das regiões mais ricas do Brasil”, disse Tota Guedes.

“Se esse projeto for implementado conforme sua concepção, transformará, por completo, a fisionomia econômica e social da região semiárida, a partir da Paraíba”, observou o presidente da Famup, para quem é importante a participação de todos os prefeitos, vereadores e outras lideranças políticas da Paraíba no evento de hoje na cidade de Cajazeiras.

A Zona Franca do Semiárido é prevista na PEC nos mesmos moldes e na mesma concepção da Zona Franca de Manaus, criada há mais de 40 anos para proporcionar o desenvolvimento da região Norte do País, especialmente da Amazônia. A PEC foi apresentada por Wilson Santiago em 2003 e reapresentada por Wilson Filho em 2011. “Não vamos parar essa luta em defesa do desenvolvimento do
semiárido nordestino. Precisamos proporcionar alternativas ao nosso povo”, disse Wilson Filho.

*Adelson Barbosa dos Santos (interino) – Reprodução do Jornal Correio da Paraíba.

Leia Também