João Pessoa, 23 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

A gente pode mais

Comentários:
publicado em 28/04/2011 às 09h18
A- A+

O tema da luta em torno da atração da Foxconn ganhou novo apoio. Na reunião do grupo de trabalho do Pacto pela Paraíba, anteontem, em Brasília, o assunto figurou entre as pautas do encontro, segundo informou à coluna o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB).

Na reunião, o grupo integrado pelo secretário do PAC, Ricardo Barbosa, os deputados Wellington Roberto (PR) e Efraim Filho (DEM) e o senador Vital Filho (DEM) fechou questão e acordou levar o assunto para a futura audiência com a presidente Dilma Roussef, com data a ser definida.

O próprio Ruy Carneiro entrou em contato com o ministro Aluísio Mercadante, de quem recebeu a notícia de que a Foxconn deve se instalar na cidade paulista de Jundiaí. Até aí, nada perdido. Ruy lembra que a fábrica deve instalar uma subsede em outro estado para produzir somente os componentes eletrônicos da Apple.
A necessidade de esforços conjuntos em prol da atração de indústrias para o solo paraibano, pregada pela coluna desde o início da semana, também virou mote de discurso do vereador Bira Pereira (PSB) na tribuna da Câmara de João Pessoa.

Bira defendeu a implantação de um Pólo de Desenvolvimento Tecnológico a partir de investimentos públicos com força para fomentar a vinda de empresas de tecnologia. Já o senador Cícero Lucena também revelou a intenção de uma famosa indústria de energia solar se instalar na nossa Paraíba. Essa é a pauta que interessa.

Uma forcinha –
Apesar de a Foxconn ser privada e de ter liberdade de escolha do local de sua conveniência, o Governo Federal, se quiser, tem força de influência na decisão.

Oba oba –
Do leitor José Lucena (zzlucenahotmail.com). “Campina teria tudo para implantar projetos como este, mas desde 1988 os políticos só têm olhos para festas e oba oba”.

Papel da imprensa –
O agrônomo Newton Coelho (newton.coelho@bol.com.br) se irmana ao movimento e sugere que a imprensa troque a fofoca pela pauta propositiva. “O Estado precisa de um plano de desenvolvimento e isso é o que a imprensa deve cobrar do governo e dos políticos. A responsabilidade deles. É esse o papel da imprensa”.

A pauta que interessa –
Para Newton, o tema em tela é mais frutífero do que a peleja entre Veneziano e Ricardo, a antecipação da eleição da Mesa Diretora da Assembléia e a briga entre deputados pela indicação de porteiro de colégios estaduais. No que tem toda e completa razão.

Sílvio Santos vem aí –
Novo capítulo da novela dos números. Agora, o presidente municipal do Conselho de Saúde, Sílvio dos Santos, confirmou os dados do Governo e disse que a qualidade dos serviços em Campina Grande está totalmente comprometida. “O que falta é gestão”.

Revide –
A declaração atingiu em cheio o ex-secretário de Saúde, vereador Metuselá Agra. O parlamentar tentou desmoralizar o conselheiro, a quem acusou motivações políticas.

Diálogo –
O prefeito Luciano Agra recebe hoje, às 10h30, o Sindicato dos Professores da Capital. A reunião será no Centro Administrativo de Água Fria. Pode ser que esfrie a greve.

Fuga –
O deputado Assis Quintans (DEM) reclamou dos “fujões” dos Democratas. Recado direto ao ex-governador José Lacerda Neto e a vereadora pessoense Raíssa Lacerda.

Ideologia –
“Estou saindo por razões ideológicas. Não concordava com a oposição radical que meu partido fazia ao ex-presidente Lula e a presidente Dilma”, justificou Raíssa Lacerda.

Companheira –
Aliás, se a vereadora Raíssa tem tanta admiração e identificação com o trabalho de Lula e Dilma Roussef, é possível que ela tenha até pensado em se filiar ao PT. Ou não?

Vigilância animal – Só após explicações do secretário João Fernandes, o relator das contas do PSDB no TRE, Genésio Gomes, soube dos gastos do partido com comida. Pra cachorro!

Sem economia –
Em greve, a Universidade Estadual da Paraíba não seguiu a linha de contenção adotada pelos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, que sofreram cortes nos duodécimos.

Motivação –
Para o coordenador de Comunicação do Sintep, Fernando Borges, a greve, deflagrada no 4º mês do Governo, exige o respeito à autonomia administrativa da instituição.

Merenda própria –
O TCU ainda não definiu se recursos do PNAE podem ser usado com terceirizadas. Por via das dúvidas, a secretária Ariane Sá decidiu romper com a SP Alimentação.

Confraria –
“Cícero se livrou de todos os processos da Confraria, inventados no gabinete de Ricardo”. Defesa do vereador Marcus Vinicius (PSDB), um dos últimos fiéis confrades.

PINGO QUENTE – “Não foi especificado que animal era esse”. Do desembargador Genésio Gomes, do TRE, questionando a inclusão de ração animal nas contas do PSDB.

Leia Também