João Pessoa, 18 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
NO RN

Carro atropela irmãos em bicicleta e arrasta corpo por 13 quilômetros

Comentários:
publicado em 27/09/2014 às 14h22

 Dois irmãos foram atropelados no final da noite desta sexta-feira (26) na região do Vale do Açu, no Rio Grande do Norte. As vítimas, segundo a Polícia Militar, estavam em uma bicicleta quando foram atingidas por um Fiesta.

O mais impressionante, de acordo com o major Assis Santos, é que o motorista, além de ter fugido do local do acidente, arrastou um dos corpos por aproximadamente 13 quilômetros. A outra vítima foi socorrida ao hospital com fratura em uma das pernas e não corre risco de morte. O motorista, segundo o oficial, é um professor e está foragido.

Ao G1, o major contou como aconteceu o acidente. “A colisão aconteceu na RN-118, perto da comunidade de Bico de Pato, na zona rural de Ipanguaçu. Um dos irmãos atingidos ficou na pista, sendo socorrido pelo Samu ao hospital. O outro, que ficou embaixo do veículo, teve o corpo arrastado até a cidade de Assu, onde moram parentes do professor”, relatou.

Ainda de acordo com o oficial, que é comandante do policiamento militar em Assu, o irmão que foi socorrido chama-se José Salviano da Silva. “Ele teve uma fratura na perna e não corre risco de morte”, acrescentou. Já o que morreu, foi identificado como Francisco Salviano da Silva.

“A informação é que o motorista fugiu com medo, mas não teria percebido que havia um corpo embaixo do carro dele. Disseram que ele só viu quando chegou na casa dos familiares. Do local do acidente, em Ipanguaçu, até a residência, em Assu, são pelo menos 13 quilômetros de distância. O carro passa por asfalto, calçamento de paralelepípedos, lombadas e terra. Você nem imagina como o ficou o corpo”, ressaltou o comandante.

Ainda de acordo com o major, os parentes do motorista ficaram apavorados e chamaram a polícia. Fomos ao local, mas o professor não foi mais encontrado. O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) foi à residência e encontrou o corpo de Francisco ainda sob o veículo. Após ser removido, o cadáver foi levado para perícia.

Delegado responsável pela cidade de Ipanguaçu, Delmontiê Falcão revelou-se surpreso ao saber do acontecido. Ao tomar conhecimento na manhã deste sábado (27), ele afirmou que vai procurar a Polícia Militar para saber detalhes do acidente e tentar localizar o motorista. “Vamos procurá-lo. Vamos até a cada dos familiares dele para entendermos como isso tudo aconteceu”, afirmou.

G1

Leia Também