João Pessoa, 20 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

A teia do PSD

Comentários:
publicado em 21/05/2011 às 08h51
A- A+

Ninguém duvide. Quando o vice-governador Rômulo Gouveia trocou o prestígio e o tamanho nacional do PSDB pelo novato PSD, o gordinho de Campina Grande não queria apenas ter em mãos uma legenda para lhe garantir autonomia partidária.

Pelos movimentos de abertura de diálogo com políticos tarimbados e infiltração em municípios de todas as regiões, Rômulo começa a alicerçar uma das legendas com futuro poder de influência na política paraibana.

O ex-deputado federal do PSDB não se contenta apenas em ter uma base política que lhe renda sustentabilidade e cacife nos processos eleitorais vindouros. Ele trabalha para que o PSD tenha força de mexer nas peças do tabuleiro eleitoral.

Pra isso, deflagrou pulverizada ação de atração de filiados com potencial na disputa de 2012. Os tentáculos do PSD já estão espalhados por cantos e recantos e contam ao seu favor com a possibilidade do partido ser um desaguadouro principalmente para gente de mandato, mas insatisfeita com sua atual filiação.

Não são raros os casos de vereadores e prefeitos que vêem no PSD a saída perfeita para se livrarem das legendas pelas quais foram eleitos. Obviamente, toda essa turma quer se manter no poder e se eleger no próximo ano.

E será essa teia que dará fio as pretensões mais ousadas do ex-líder comunitário campinense. Do jeito que vai, não demorará e o arremedo de Kassab superará, em números, partidos com mais tempo de estrada na Paraíba.

Embate –
É do PSD que virá provavelmente o candidato que polarizará com o deputado Trócolli Júnior (PMDB) em Cabedelo. Wellington Viana (Lêto) está interessado na causa.

Pequeno –
A pergunta que se faz em Santa Rita. Caberão no PSD as pretensões do prefeito Marcus Odilon e do vereador Adones Júnior, até então em campos opostos na política local?

Imaginação fértil ou encontro inusitado? –
Somente o irrequieto Wellington Farias para atrair uma fonte tão vigilante. Foi dela que partiu a informação da inusitada reunião entre o ex-governador Cássio (PSDB) e os deputados Manoel Júnior (PSDB) e Aguinaldo Ribeiro (PP), dia 10. Daqui a pouco vão dizer que até o anti-cassista Roosevelt Vita topa falar com o filho de Ronaldo.

Quem cala… –
Até o fechamento da edição da coluna, nenhum dos envolvidos no ventilado encontro desmentiu a informação exclusiva do comentarista Wellington Farias, do Correio Debate (rádio). Deve ser por que até os protagonistas estariam surpresos…

Além da imaginação –
A julgar como verdadeira, a bombástica informação suscita um exercício de imaginação. Na sala, chega Cássio e tenta cumprimentar o entusiasta da Ficha Limpa Manoel Júnior, que se recusa a estirar a mão pra não ficar com a “mão suja”.

Coluna do meio –
Na comitiva da Oposição na hora do protocolo, ninguém viu o vereador Felipe Leitão (PRP), que pode não ser governista, mas também não está no time de Milanez.

Loteria –
Que o propalado impeachment vai se dissolver, ninguém duvida, mas na ágora pessoense todo mundo aposta: muita gente vai querer tirar uma ca$quinha…

Dilema –
Alinhado ao Governo, qual seria a torcida do suplente Carlos Dunga (PTB), caso o senador Cícero Lucena (PSDB) seja mesmo candidato a prefeito da Capital?

E a punição? –
A Justiça Federal mandou o Governo reconstruir Camará e concluiu que faltou manutenção. E quem pagará a conta pelos prejuízos causados pela tragédia?

A felicidade –
“Eu seria um homem muito feliz se já tivesse equilibrado o Estado, mas quero legalizar a situação da LRF até dezembro”. Do governador Ricardo Coutinho, em Campina.

Pra bom entendedor –
Apesar de despistar interesse na reeleição, o prefeito Luciano Agra (PSB) deixou escapar interesse em formatar um bom tempo de televisão para o próximo pleito.

Povo ruim –
Piadinha em circulação sobre a fé de Ruy Carneiro (PSDB). Para quem acredita na unidade da antagônica classe política paraibana, unir o PSDB é fichinha.

Farra –
O que a auditoria do TCE diagnosticou em cidade da região de Sousa pesado esquema de locação de veículos. Dava pra comprar 20 carros zero quilômetro, por ano.

Cutucou com… –
O prefeito interino Erilson Rodrigues (PTB) decidiu espalhar câmeras de segurança pelas ruas de Itapororoca. “Quem entra e quem sai estará sendo vigiado”.

…Vara curta –
E atiçou a ira de uma de suas mais ferrenhas opositoras, a ex-vereadora Luciana Sousa (PSDB), que sugeriu câmera para monitorar os cofres da Prefeitura. Maldade!

PINGO QUENTE – “Eu sei que isso não vai dar em nada”. Ato falho do suplente João Almeida (PMDB) deixando o subconsciente falar mais alto ao comentar o impeachment.


Leia Também