João Pessoa, 23 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 03:26 - 2.5 | 09:41 - 0.1 | 15:56 - 2.5 | 21:58 - 0.2 Dólar 3,33 - Euro 3,73

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Sugestão de outro apaixonado

Comentários:
publicado em 26/06/2011 às 13h30
A- A+

Dando sequência à série “Apaixonados por João Pessoa”, iniciada com a contribuição do valoroso Lauro Wanderley Filho, médico e cardiologista do mais elevado quilate, a coluna abraça e-mail do leitor Inaldo Pereira da Silva (inaldop@uol.com.br), pernambucano de nascimento e pessoense de coração.

Oficial reformado da Marinha, Inaldo desembarcou em João Pessoa em busca de melhor qualidade de vida, objetivo comum a outros cidadãos de diversas partes desse país que chegam e logo se enamoram por esta aconchegante “morena brasileira”.

Adiante, a sugestão do “almirante” Inaldo. “Faço duas sugestões para melhorar a nossa cidade. A primeira é a construção de Edifícios Garagem nas áreas que estão lotadas de carros estacionados nas ruas e sobre as calçadas…”.

“… Com eles haveria a proibição de estacionar nas ruas e, consequentemente, a melhora no fluxo do trânsito. Estacionar no Centro e na orla é muito difícil. Quem já visitou Nova York viu dezenas de edifícios garagem que abrigam milhares de veículos, deixando as ruas mais livres para o trânsito. As calçadas são livres para os pedestres”.

Ele reclama da sujeira no trajeto da Feirinha de Tambaú ao Centro de Artesanato, na Ruy Carneiro. “Sujeira, mau cheiro exalado dos bueiros e das águas paradas no meio-fio, calçadas irregulares e esburacadas, com carros sobre elas. O Centro de Artesanato virou dormitório para mendigos e crianças abandonadas”. Inaldo tem razão. Pra avançar no turismo, precisamos agir no macro, sem esquecer do micro.

A série… –
“Apaixonados por João Pessoa” segue no próximo domingo publicando textos, sugestões e críticas de quem deseja ver esse pedaço de chão melhor.

Continua –
Se o amigo leitor é apaixonado por esta cidade verde, feito Inaldo e este marizopolense metido a jornalista, escreva à coluna, via e-mail ou carta para o Jornal.

Quem está armado… –
A leitora Tereza Silveira (tereza@rgladvogados.com.br) não gostou muito da exclamação do governador Ricardo Coutinho, ao conclamar a Oposição a se desarmar e apreciar a permuta da Acadepol pelo terreno do Geisel, de Roberto Santiago. “Governador, quem está armado deste o 1º dia do seu mandato é o senhor…”

Shopping Higienópolis –
“… Viaje até São Paulo e veja como foi a venda de um terreno do Estado para o Shopping Higienópolis. Por leilão e não essa vergonha que o senhor está apresentando ao povo da Paraíba. Não duvido que essa imoralidade se concretize”, reclama Tereza.

Faltou mais clareza –
Querida Tereza, respeito vossa opinião, mas não acho que o problema esteja na concorrência. Pelo que se sabe, nenhum outro empresário manifestou interesse pela Acadepol. Apenas, o Governo poderia ter sido mais claro e menos atabalhoado.

Recado do leitor –
O crítico e atento leitor Vilmar Sousa (vilmar.fsouza@hotmail.com) faz um alerta aos colunistas da imprensa paraibana, relação na qual me incluo.

As urnas atestam –
“Não nos deixamos influenciar por osmose, a maioria dos leitores não vive de reproduzir ecos e sabem julgar muito bem”. E como sabe…

Na espreita –
Chama muito a atenção o silêncio dos últimos meses do deputado Wellington Roberto (PR). O jejum verbal foi seguido à risca pelo obediente Caio.

Contenção  –
Depois de recente bola fora, a secretária de Finanças, Aracilba Rocha, tem se esquivado de entrevistas. Talvez tenha sido orientada a evitar derrapadas.

Bronca –
Um atento freqüentador da ágora paraibana garante ter ouvido esporro telefônico do vereador Fernando Milanez contra “displicente” assessor.

Gólgota –
Evangélicos, Aguinaldo Ribeiro e Durval Ferreira (PP) conversarão próxima semana sobre a troca do paraíso da reeleição pelo sacrifício da majoritária.

À la carte –
O maitre Daniel Trigueiro vai trocar o restaurante pelo palanque. O morador de Tambiá quer tirar as “reservas” de Pedro Coutinho e Marcus Vinicius.

Misturando tintas –
Em Cabedelo, o prefeito Zé Régis pode seguir aquela velha máxima: “quando não puder com o inimigo junte-se a ele”. Luceninha não acharia ruim.

Ecumenismo –
A direção do PRB jura que o partido já tem pelo menos 27 pré-candidatos a vereador em João Pessoa. E nem todos são pastores da Igreja Universal…

Xamanismo –
Ainda bem que Índio da Costa (infrator da Lei Seca) não foi eleito. A vice-presidência correria o risco de ter orçamento pra compra de Jurema.

PINGO QUENTE – “Vai ser briga de foice”.  Do governador Ricardo Coutinho aos militantes do PSB antevendo o clima da disputa política de 2012 na Paraíba.

*Reprodução do Correio da Paraíba

 

Leia Também