João Pessoa, 26 de julho de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

A lei da prevenção

Comentários:
publicado em 21/07/2011 às 08h33
A- A+

Não basta cobrar eficiência da Justiça e nem apontar as falhas da legislação. Os crimes praticados no trânsito começam pela falta de conscientização dos motoristas. Em alguns casos, por escassez até de educação doméstica.

A seccional da OAB na Paraíba e o MovPaz vão deflagrar uma campanha educativa e programam para agosto uma mobilização na Capital. As entidades prometem ir às escolas, comunidades e igrejas. A parceria foi fechada entre o advogado Odon Bezerra e Almir Laureano, coordenador do MovPaz.

O uso do veículo como arma se deve também à ausência de um aparato eficiente de fiscalização das leis em vigor no país. O nosso Detran apresenta deficiências no quadro de pessoal. Um déficit que no final das contas facilita a vida de gente como Rodrigo Arthur, que provocou a tragédia de sábado na Epitácio.

As blitzens inibem a presença de motoristas imprudentes no trânsito. Mais do que ninguém, o Detran sabe disso. A direção do Departamento articula uma ação mais ofensiva para diminuir o número de bêbados nas nossas estradas e avenidas.

Segundo informa o superintendente do Detran, Rodrigo Carvalho, o trabalho será em conjunto com o BPtran, Polícia Civil e Sttrans, de forma simultânea em pontos estratégicos de João Pessoa e Campina. A fiscalização começa hoje, sete dias depois do acidente que matou Raíza e Ronaldo. Pena que não dá para retroagir o calendário.

É pra rir –
O ex-governador Cássio Cunha Lima é mesmo um fenômeno. Esta semana, ele arrancou aplausos no meio do velório de uma correligionária em João Pessoa.

Ou pra chorar –
Cássio foi se solidarizar com familiares da professora Olga Leite, com raízes no Vale do Piancó. Terminou virando “atração” na hora da consternação.

Socorro de Brasília –
O Governo do Estado fez sua parte ao buscar recursos e o Planalto mostrou sensibilidade ao atender os pleitos do governador. Ontem, Ricardo recebeu a garantia de R$ 32 milhões da Integração Nacional para recuperação dos estragos das enchentes. A afinidade com o ministro Fernando Bezerra, indicação do PSB, facilitou a liberação.

Moradia –
O governador ainda buscará contato com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Ricardo pedirá a reconstrução de cerca de duas mil casas populares pelo programa Minha Casa, Minha Vida. O Estado bancará as prestações dos mutuários.

Transnordestina –
O senador Vital Filho (PMDB) visitou ontem as obras do eixo leste em Sertânia (PE). Em contato com a coluna, o senador defendeu a viabilidade da Paraíba ser contemplada com a extensão do ramal de Garanhuns (PE) da Transnordestina. “É possível sim”.

Cronômetro –
Durou exatamente 15 minutos a ligação telefônica da presidente Dilma Roussef para o governador Ricardo Coutinho, ontem pela manhã.

Antenada –
Durante o contato por telefone, a presidente manifestou muita preocupação com os efeitos das chuvas nos estados da Paraíba e Pernambuco.

Sem debate –
Rômulo Gouveia e Veneziano se encontraram na chegada do ministro dos Transportes, Paulo Passos, no Aeroporto de Campina Grande.

Conexão 2012 –
Integrante da família Ribeiro recebeu recentemente o telefonema do ex-governador Cássio. O contato abriu o leque para novas conversas.

Nova estratégia –
Depois do festival de bravatas, o deputado João Henrique ficou mudo e prefere não falar mais com a imprensa sobre a polêmica da CCJ.

Para os íntimos –
Publicamente, o deputado Janduhy Carneiro (PPS) nega, mas entre os colegas ele confessa o desejo de ser a solução para o impasse da CCJ.

No Palácio –
O presidente do BNB, Jurandir Santiago, e comitiva desembarcam hoje em João Pessoa para uma audiência às 10h30 com o governador Ricardo.

Repaginado –
O deputado Caio Roberto (PR) voltou do recesso inaugurando visual mais formal. Abominou o gel do cabelo e estreou os óculos de leitura.

Maioria –
O ex-presidente do PT de João Pessoa, Anselmo Castilho, bota a mão no fogo. “Vinte e dois votos do diretório já aderiram à candidatura própria”.

Ecletismo –
O aniversário do advogado José Mário Porto ontem no Cassino reuniu na mesma mesa maranhistas, cassistas e ricardistas. E terminou tudo em paz!

PINGO QUENTE – “Passei três anos calado”. Do vereador cassado Sérgio da Sac (PR), às lágrimas ontem no Correio Debate (TV), chorando o leite do mandato derramado.

*Reprodução do Correio da Paraíba

Leia Também