João Pessoa, 22 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Atrofiados

Comentários:
publicado em 19/09/2011 às 09h42

O carrossel da política vez por outra leva pequenos partidos ao centro das atenções e ao comando do poder político, como ocorre agora ao ex-nanico PSB paraibano com a assunção de Ricardo Coutinho ao Governo.

A ascensão partidária depende de muitos fatores. O contexto social da época, uma onda política ou a até mesmo o senso de oportunidade e a sorte juntos. Mas o que pesa mais no crescimento é a construção de uma identidade com o eleitor.

Na Paraíba, há legendas com porte, penetração nos municípios, pequenas bancadas, representação federal, mas que não conseguem se consolidar como uma consistente opção política, diferente de PMDB, PSDB, DEM, PSB, entre outros.

Só pra citar como exemplos, figuram nesse rol PTB, PDT, PR e PP, os mais notáveis dentro dessa ótica de análise. São partidos que não se pode desprezar no jogo político, mas que ainda não mostraram musculatura para o “pulo do gato”.

A “gula” do ex-deputado Armando Abílio fez o PTB definhar em representação. O PDT, de Damião Feliciano, continua empacado. PR e PP até que tentam, porém não se desprendem da imagem de siglas familiares.

Poderiam aproveitar o efeito “Ricardo” para se cacifarem como opção do futuro, abrindo-se e livrando-se da imagem de que usam o razoável tamanho só para conchavos eleitorais de última hora. Deixam de perceber que, se optarem por uma reciclagem, podem contar com moeda mais valiosa que o negociável tempo do guia eleitoral.

QG –
Dizem que pelos últimos acontecimentos em Campina Grande, os cafés mantinais na granja da Família Ribeiro devem ser intensificados nos próximos dias.

Prospecção –
O vereador Durval Ferreira deflagrou processo de garimpagem de filiações de pré-candidatos a vereadores para o PP. Já conseguiu quatro adesões.

Rômulo Gouveia e a fase de ampliação –
A semana que começa terá significado especial para o vice Rômulo Gouveia. Ele cumpre agenda no comando do Governo do Estado e ainda poderá comemorar a homologação no TSE do registro do s PSD. Em uma semana, duas conquistas: exercer pela segunda vez o Governo e virar oficialmente presidente do seu próprio partido.

Parecer jurídico do leitor sobre a permuta –
Do leitor Antonio Lopes Firmino (antonio.lopesgmail.com) em mensagem à coluna: “A permuta de bem público, com as demais alienações, exige autorização legal e avaliação prévia das coisas a serem trocadas, mas não exige licitação…”.

Troca não admite substituição ou licitação –
“… Pela impossibilidade mesma de sua realização. A determinação dos objetos da troca não admite substituição ou competição licitatória. Qualquer bem público, desafetado do uso comum ou de destinação pública especial, pode ser permutado com outro bem”.

Cuba –
À coluna, direto de Havana, o governador Ricardo disse que a missão da Paraíba é semear aproximações econômicas, educacionais e culturais.

Exercício –
“A Paraíba está aprendendo a negociar. Nunca fizemos isso antes. Queremos criar condições para expandir o mercado de nossos produtos”, frisou.

Otimista –
Ricardo finalizou o contato esbanjando otimismo. “Estamos ‘ensaiando’ para conquistar espaço maior que a Paraíba merece, mas isso demanda tempo”.

Formatação –
A Suplan ligou as baterias para concluir o mais rápido possível os projetos das novas Central de Polícia (Geisel), Acadepol e IPC (ambas na PB-008).

Energia total –
Os programas das obras foram entregues pelo secretário Cláudio Lima. O superintendente Orlando Soares determinou carga máxima na ação.

Indicativo de greve –
O Sindifisco da Paraíba fez circular, ontem, edital de convocação de assembléia extra-ordinária para a próxima quinta-feira, na sede da entidade.

Desproporcionalidade –
Segundo Renata Lo Prete, da Folha, Dilma reconhece que o PMDB tem sido subrepresentando e acha demasiados os espaços do PP, PR e PC do B.

Corrente atada –
As obras do canal da Transposição, em São José de Piranhas, no Sertão, estão paradas há quatro meses. Até aqui, ninguém da bancada federal deu um pio.

Aniversário –
Correligionários, amigos e admiradores organizam festa de homenagem ao ex-senador Marcondes Gadelha (PSC), na próxima sexta-feira, em Sousa.

Não passou no filtro –
Diferente do que a coluna divulgou ontem, o Denatran já tem diretor nomeado (Júlio Arcoverde). A novidade é o motivo que barrou Inaldo Leitão.

PINGO QUENTE – “Ela tem dificuldade de até ser São Tomé pra ver e crer”. Do chefe do Governo, deputado licenciado Lindolfo Pires (DEM), sobre o boicote da bancada da Oposição à visita da Assembléia ao Hospital de Trauma de João Pessoa.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também