João Pessoa, 20 de janeiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EM CAMPINA GRANDE

Festa em hospital após vitória de Ricardo é ilegal, diz mestre em Direito

Comentários:
publicado em 31/10/2014 às 12h13

Mestre em Direito Administrativo e professor da UFPB e UEPB, o advogado José Batista de Melo Neto afirmou, na manhã desta sexta-feira (31), que a ‘festinha’ realizada por funcionários do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande – durante horário de trabalho – para celebrar a reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) é uma vergonha, porque é imoral e ilegal. “Isso vai de encontro à moral administrativa”, disse José Neto, em entrevista ao Portal MaisPB.

Funcionários do hospital comemoraram na manhã de quinta-feira (30) a vitória e a reeleição do governador Ricardo Coutinho, em confraternização numa das salas da unidade de saúde usadas para lanches dos servidores. Um bolo personalizado – com o número 40 e diversos girassóis – foi dividido entre os funcionários.

“Acho um absurdo. É ilegal porque as manifestações político-partidárias são proibidas em repartições públicas. Só é permitida em Câmaras e Assembleias. Se é verdade que fizeram um bolo para festejar em horário de trabalho – e em ambiente público – é absurdo”, declarou José Neto ao Portal MaisPB.

O diretor geral do Hospital, o médico Geraldo Medeiros, classificou a festinha como ‘normal’. Em entrevista ao Portal MaisPB, ele disse que isso “faz parte do congraçamento”. Ele destacou que o bolo foi custeado pelos próprios servidores.

Jãmarrí Nogueira – MaisPB

Leia Também