João Pessoa, 22 de julho de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Maranhão não abre

Comentários:
publicado em 22/12/2011 às 09h07
A- A+

Frio como os glaciares do Himalaia, o ex-governador José Maranhão não esquentou nenhum pouco ao tomar conhecimento pela imprensa da deflagração do movimento que contesta sua liderança dentro do PMDB da Paraíba.

Claro que guardou as críticas ensaiadas pelo pupilo e seguidor Manoel Júnior no seu infalível arquivo, mas não passou recibo algum. Por um simples motivo: Ele está convencido de que é o nome do PMDB de maior densidade em João Pessoa.

Maranhão decidiu não trocar farpas com seu “concorrente”. Prefere legitimar-se candidato pelo currículo e preferência popular, sem passar a imagem de que quer o posto de todo jeito. Portanto, se manterá todo tempo na defensiva.

De tão cerebral, aproveitará até os ataques desferidos por um aliado histórico para se fortalecer como opção mais aglutinadora e consistente a enfrentar em pé de igualdade o desafio de barrar a reeleição do prefeito Luciano Agra.

Estrategicamente, age com cautela, evitando o confronto e mostrando lá na frente que, mesmo sem mandato e vítima de fogo amigo, é quem apresenta a maior capilaridade eleitoral, requisito básico para quem vai enfrentar uma disputa difícil.

Traduzindo: pelos últimos gestos, movimentos e confissões mais reservadas, Maranhão assiste tudo sem stress, sem abrir mão de ser o Moisés do PMDB na travessia de 2012. Quer testar agora, na adversidade, quem o acompanhará no seu mar vermelho.

Birra
Para o vereador Bira Pereira (PSB), a fratura exposta no PMDB mostra que a oposição está vazia de idéias e por isso “transforma a eleição numa disputa meramente pessoal”.

Ação
Diferente da oposição, analisa a pétala socialista, o prefeito Luciano Agra (PSB) prioriza as energias na construção de um projeto administrativo de resultados.

Metamorfose: do pesado ao ligth
Desde ontem, o PT reformatou suas inserções na TV. Quem assistir perceberá a mudança do novo tom do deputado Luciano Cartaxo (PT). No lugar do discurso crítico à gestão do PSB, Cartaxo gasta os 30 segundos alternando sua fala com as expressões renovação, alternativas e “partido unido”. Até o plano de fundo agora é branco.

Sem fechar portas
Nem a temperatura de Cajazeiras tirou a frieza e ponderação do presidente da Assembléia, Ricardo Marcelo. Em coletiva, o deputado tucano revelou acreditar “mais no acerto do que no erro” ao projetar a expectativa em relação ao futuro do governo.

Saída consensual –
“Seria bom se tivesse lugar para os dois. Espero que seja o melhor para o partido”, pregou Ricardo Marcelo sobre a futura definição dos destinos do PSDB, disputado por Cícero e Cássio. Talvez nem teve tempo de pensar que é um nome do agrado dos dois.

Filtro
UPM. Eis o nome do instituto de pesquisa carioca contratado pelo PSC nacional para avaliar qualitativamente os nomes do partido em João Pessoa. Deu doutor Ítalo Kumamoto.

A hora
Aliás, no seu discurso, durante o lançamento da pré-candidatura a prefeito, doutor Ítalo confessou que o sonho de disputar um cargo eletivo tem sido adiado há mais de três décadas.

Presente
Marcondes Gadelha (PSC) jura que não articulou a ascensão do filho à Câmara e que só soube da licença quando recebeu o comunicado via ligação da deputada Nilda Gondim (PMDB).

Crédito
“Leonardo Gadelha é um político dinâmico. Tenho certeza de que ele saberá aproveitar essa oportunidade de mostrar o seu trabalho”, profetizou dona Nilda sobre o seu suplente.

De todo jeito
O deputado Janduhy Carneiro garantiu que a tese de candidatura própria é determinação de resolução nacional. Sendo assim, só resta agora ao PPS escolher quem vai pagar o mico.

Pra variar
Excêntrico, o empresário Roberto Santiago, do Manaíra Shopping, chegou à inauguração da UPA de Manaíra pilotando uma modesta moto bizz. Pra poupar a Lamborghini.

Vai pra guerra
Na inauguração da vistosa unidade de saúde, o prefeito Luciano Agra mostrou que tomou gosto e mandou ver. “Tenho conteúdo e não temo ninguém porque estudei e me preparei”.

É Natal
Depois de mais uma sessão esvaziada, a Câmara de João Pessoa tenta hoje votar o Orçamento 2012. Há quem aposte que o espírito natalino pode provocar nova baixa no quórum.

Gestos
Antes de encomendar a pesquisa que vai escolher o candidato do PMDB, o prefeito Veneziano Vital inaugurou ontem outra unidade de saúde. Ao lado da secretária Tatiana Medeiros.

Antes tarde…
O deputado Gervásio Filho descobriu ontem que o contador Antônio Souza é um técnico e nunca teve o perfil indicado para assumir a presidência de um partido como o PMDB.

PINGO QUENTE“Vice critica os servidores por não aceitarem a miséria de reajuste”. Do deputado Benjamim Maranhão (PMDB) replicando Rômulo Gouveia no debate do aumento ao funcionalismo, segmento que andou jejuando por dez anos.

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também