João Pessoa, 24 de abril de 2017 | --ºC / --ºC 02:39 - 2.4 | 08:43 - 0.3 | 14:56 - 2.5 | 21:02 - 0.1 $ Dólar 3,12 - € Euro 3,39

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Caminho das Índias

Comentários:
26/03/2012 às 10h51
A- A+

Em meio ao mar de informações a que estamos
submersos numa Paraíba inundada de intrigas, eis que na
superfície surge um fato relevante, mas que merece pouca
atenção de setores diversos, entre os quais a imprensa.
A viagem do governador Ricardo à Índia na comitiva da
presidente Dilma Rousseff tem significado especial.

Primeiro, porque sendo um dos três governadores
– Marcelo Déda (SE) e Rosalba Ciarlini (RN) são os outros dois – escolhidos pelo Planalto a integrar a comitiva,
Ricardo, nem que seja por minutos, desfrutará do contato
pessoal e tete-a-tete com a Chefe da Nação. E isso tem
peso no quesito sensibilização aos pleitos da Paraíba.

Segundo, durante uma semana o governador terá a
oportunidade de tentar abrir janelas e portas nacionais e
internacionais a médio e longo prazos. Ele tem na agenda
reuniões com empresários do setor de autopeças e ainda
tentará prospectar mercados populares para produtos
como rede e panos, bastante difundidos entre o povo
hindu.

Imiscuído na comitiva por deferência da presidente,
Ricardo tem nas mãos uma extraordinária ferramenta
numa caminhada lenta, porém inadiável, de recuperação
da autoestima paraibana através da inserção da nossa terra em espaços econômicos emergentes. Pela importância
do evento, dificilmente voltará de bagagem vazia.

Embarque – No final da tarde de
ontem, o governador já
estava em Brasília, de onde
partiu rumo à Nova Delhi
por volta das 23h, acompanhado do secretário do
PAC, Ricardo Barbosa.

Comitiva – Além de 60 grandes
empresários, segundo a
Coluna captou, integraram
o sequito os ministros do
Turismo, Gastão Vieira, e
do Desenvolvimento, Fernando Pimentel.

“Enxerimento” da Paraíba – Em contato telefônico com a Coluna, antes de viajar, o governador da Paraíba externou sua perspectiva
para o Encontro dos Países do Brics. “A Paraíba busca
ter uma postura proativa, enérgica e até enxerida. Este
ano, os investimentos privados vão superar a marca de
R$ 1,5 bilhão. E estamos no começo do ano”, exclamou.

A grande pedra no caminho – O socialista voltou a se dizer vacinado contra a fraticida briga pelo poder na Paraíba. “O meu dever é ultrapassar as picuinhas da política local e conduzir o Estado a um
novo estágio”. Talvez, o maior desafio de qualquer governante tabajara, em qualquer tempo.

Peso amargo na mala – Antes de deixar o solo paraibano na direção de Brasília, o governador carregou na mala o travo de mais uma
derrota de suas pretensões de aliança com o PT, partido
que homologou a tese de candidatura própria como a tática eleitoral em João Pessoa.

Amofinou – O deputado Luiz
Couto nem apareceu no
Hotel Caiçara, local de
encontro petista. Assessores
alegaram que o parlamentar recebeu recomendações
médicas de repouso.

Amarra – Apesar do cenário
completamente desfavorável, Júlio Rafael ainda
chiou: “Em seis estados o
PT tem aliança com o PSB.
Só na Paraíba insiste em se
atrelar ao PMDB”.

Confiante – O deputado Luciano
Cartaxo, que venceu o 1º
turno de sua eleição, não
teme o surgimento de concorrente petista nas prévias.
“A pré-candidatura está
consolidada”.

Conversão – O vereador Benílton
Lucena (PT) não deixou
mais dúvidas de sua integral
incorporação à ala da candidatura própria. “Avante e
vamos à vitória”, discursou
em tom inflamado.

Ingerência – Durante pronunciamentos, os deputados Anísio Maia e Frei Anastácio lamentaram “as tentativas de
interferência” do Governo e
da Prefeitura da Capital na
disputa interna do PT.

Agenda – O governador Rômulo Gouveia (PSD) vai à sede da Receita, hoje, em Recife, tratar do Porto Seco de Campina. À tarde, ele visita o presidente da Chesf, o paraibano João Bosco.

Hiper tensão – Uma crise de pressão
levou o deputado Edmilson
Soares (PSB), homem da
tropa de choque socialista
na Assembleia, a baixar ontem no Hospital da Clipsi,
em Campina.

Torção – O líder do governo, Bruno Farias (PPS), sofreu
leve contusão numa pelada
de futebol. Nada que tire o
“volante” do meio campo
da Câmara de João Pessoa
esta semana.

Arquivo vivo – Na foto do release do
manifesto de artistas pró
Nonato, o pré-candidato
aparece presidindo debate
sobre a Lei Viva Cultura, do
então vereador Ricardo, na
plateia.

Pré-campanha – A pré-candidata Estelizabel Bezerra (PSB) liderou
sábado festa de arromba
numa Granja do Altiplano
para comemorar seu aniversário. Com direito a discurso do governador.

Pingo Quente

Eu conheci Júlio Rafael no Butantã

(Do dirigente nacional do PT, Paulo Frateschi, em inocente revelação que provocou comentários venenosos entre petistas no auditório do Hotel Caiçara)

Leia Também

PRESTÍGIO

RC recebe convite da presidente Dilma Roussef para viagem oficial à Índia

Em meio ao mar de informações a que estamos submersos numa Paraíba inundada de intrigas, eis que na superfície surge um fato relevante, mas que merece pouca atenção de setores […]