João Pessoa, 22 de janeiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
SESSÃO ITINERANTE

Carlos Batinga quer discutir colapso do abastecimento de água no Cariri

Comentários:
publicado em 18/11/2014 às 11h20

O deputado Carlos Batinga (PSC) apresentou requerimento na Assembleia legislativa da Paraíba (ALPB), nesta terça-feira (18), solicitando a realização de uma “Sessão Itinerante” da ALPB, na sede da Câmara Municipal dos municípios de Serra Branca ou Congo, em data a ser agendada posteriormente, com o objetivo de discutir os problemas de abastecimento de água na região do Cariri paraibano.

Durante pronunciamento na tribuna do plenário José Mariz, na manhã de hoje, Batinga enfatizou que a falta de chuvas está fazendo com que a situação hídrica do Estado entre em colapso. “A realidade que a Paraíba apresenta é preocupante; açudes secos, animais morrendo e milhares de pessoas sem água nas torneiras. No Cariri, a população está ameaçada de um colapso em seu abastecimento, mas as instituições a exemplo da Cagepa, AESA, DNOSCS, ANA e o próprio fiscal da lei, o Ministério Público, parecem preferir não se aprofundar no problema”, lamentou.

O deputado destacou que o açude do Congo tem capacidade para 69.965.945 m³ e hoje está menos de 7.000,000, o que representa menos de 10% de sua capacidade total e metade desta água é de volume morto. O manancial abastece os municípios de Serra Branca, São João do Cariri, Sumé, Parari, Gurjão, Prata, Ouro Velho, Amparo, Monteiro, São José dos Cordeiros e Livramento. Caso o açude do Congo entre em colapso, mais de 100 mil pessoas ficarão sem água no Cariri, para se ter uma ideia somente em Monteiro, 32,2 mil habitantes deixarão de receber abastecimento.

“Desta forma, em caráter de urgência, precisamos discutir e tomar decisões sobre esta questão de abastecimento d’água no cariri paraibano, envolvendo e convocando os agentes políticos do estado (secretários estaduais e municipais, deputados, prefeitos e vereadores); órgãos governamentais (Cagepa, AESA, DNOSCS, ANA), Ministério Público Estadual e a sociedade civil organizada”, sustentou.

“Nossa preocupação é iminente relativa a esses índices alarmantes no estado e em especial no cariri, problema que cresce a cada dia, motivo pelo qual requeiro aos pares desta Casa Legislativa, a aprovação desta Sessão Itinerante na cidade do Congo ou Serra Branca, para discutir os problemas de abastecimento d’água enfrentados pelos municípios do cariri paraibano, dando continuidade à marcante campanha desenvolvida pela ALPB, denominada ‘SOS SECA’”, acrescentou.

MaisPB com Assessoria

Leia Também

Colunas

Whatsapp(83) 99346-5236

Santuário Nossa Senhora de Fátima, em Pirpirituba – PB

Enviado por
Padre Demétrio Morais

mais lidas