João Pessoa, 19 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Jogador

Comentários:
publicado em 14/06/2013 às 16h02
A- A+

Ricardo Marcelo, presidente da Assembléia Legislativa, fala pouco, evita entrevistas, mas age e opera nos bastidores com a mesma desenvoltura, tino e habilidade que lhe transformaram de brejeiro de Belém a um dos mais bem sucedidos e prósperos empresários do gênero alimentício da Paraíba.

Jogo de cintura testado nas costuras que lhe alçaram três vezes seguidas ao comando do Legislativo. Na arte da aglutinação, Ricardo Marcelo já provou jeito. Não é fácil, num colégio tão miscigenado e complexo, angariar respeito e liderança perante a maioria dos colegas e se reeleger.

Quietinho, migrou do PSDB, fundou sua própria legenda e fez do desconhecido PEN a maior bancada da Casa com nove parlamentares. De uma só tacada, saiu da dependência tucana, obteve passaporte e autonomia para cuidar do próprio caminho e puxou pra si peso político nas discussões de futuro.

A última jogada foi atrair a filiação do ex-prefeito Luciano Agra, que saiu da Prefeitura com popularidade em alta e cujo passe era disputado pelo PT, o segundo ‘maior’ partido da oposição. A estratégia emprestou verniz eleitoral e conceitual a sua sigla e colocou o PEN em posição de destaque nas negociações das chapas de 2014.

A postura indômita na presidência da Assembléia lhe reveste de um perfil diferenciado na vida pública paraibana, marcada pela submissão e dependência históricas. Calado e sem afronta verbal, Ricardo Marcelo consegue causar mais avarias nas colunas do Palácio que os mais histéricos tribunos oposicionistas. Por isso, desperta, ao mesmo tempo, olhares do governo e da oposição.

Aparato
Cerca de dez agentes da Polícia Federal fizeram a segurança do chefe da missão diplomática de Israel no Brasil, Alon Lavi, durante visita ontem à tarde ao vice-reitor da UFPB, Eduardo Rabenhorst, no prédio da Reitoria.

Relações Internacionais
Após a audiência com Rabenhorst, de quem ouviu dados sobre a Universidade, Alon, que veio conhecer o potencial agrícola e hídrico da Paraíba, proferiu uma palestra abordando as relações entre o Brasil e Israel.

Nem vai, nem vem-
Não foram somente os dirigentes do PSB que botaram gosto ruim na filiação de Luciano Agra ao PEN. O corrosivo PSOL, oposição declarada ao Governo, minimizou o movimento. Para a direção do partido, a escolha de Agra não o torna viável para disputar o Governo e só mostra a “descaracterização” ideológica do ex-prefeito.

Intercâmbio
O deputado Wilson Filho recebeu a visita dos colegas de Moçambique, Antônio Niquice e Ivone Rensamo. Wilsinho poderia ter pego com os moçambicanos, feras em maratonas, dica de como ‘correr’ das ameaças do PMDB.

Pressão
Ao lado de Ivan Valente, Jean Willys, Chico Alencar, trio do PSOL, e de Vanderlei Macris (PSDB), o deputado Ruy Carneiro participou ontem de protesto pedindo pressa na tramitação da proposta pelo fim do voto secreto.

Sintonia
“Esse é mais um gesto de aproximação da Casa com a sociedade”, justificou Ruy, autor de três frustradas tentativas semelhantes na Assembléia, quando deputado estadual. Na Câmara, a matéria pode ser votada a qualquer momento.

Pingados
Os efeitos das chuvas em João Pessoa vão além dos estragos nas ruas, encostas e áreas de risco. A sessão de ontem na Câmara Municipal precisou ser cancelada. Poucos vereadores pingaram no plenário e faltou quórum.

Censura
O cancelamento dos trabalhos provocou revolta do assíduo vereador Mestre Fuba (PT). “Temos obrigação de estar no plenário”, cantarolou o também músico e compositor, sem nenhum verso de complacência com os faltosos.

Muito prazer
Numa de suas andanças e visitas à Paraíba, poderoso ministro petista e do primeiro time do Governo Dilma experimentou e se apaixonou por um produto nativo. Sempre que pode, ele arranja brecha e volta pra matar saudades.

Amuo coletivo
Pelo o que chegou à Coluna, foram quatro os deputados governistas que se queixaram do governo junto ao senador Cássio Cunha Lima. Dizem-se preteridos pelo governador, que estaria trabalhando por candidatos de sua estima.

Minha Casa Melhor
O ministro Aguinaldo Ribeiro (PP) esteve com a presidente Dilma no Palácio do Planalto durante o lançamento do programa de crédito destinado aos beneficiários dos programas para compra de móveis e eletrodomésticos.

Aceso
O deputado Doda de Tião (PPL) se sente confortável para disputar a reeleição, mesmo com o prestígio meio ‘apagado’ em Queimadas pela derrota do irmão (Carlinhos): “Eu sou bem quisto lá. Não tenho medo”, justifica.

Sozinho
Moisés Marques da Silva será reconduzido, mais uma vez, à presidência do Sindicato dos Radialistas da Paraíba. Ele encabeça a única chapa (Radialistas no Rumo Certo) inscrita para a eleição deste sábado, das 8h às 17h.

PINGO QUENTE“Qualquer coisa aquece o coração de quem amamos”. Do deputado Toinho do Sopão, no Dia dos Namorados, inspirado pela oportunidade de presidir os trabalhos na Assembléia Legislativa.
 

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba, quinta-feira 13/06/2013

Leia Também