João Pessoa, 29 de maio de 2017 | --ºC / --ºC 00:36 - 0.3 | 06:56 - 2.5 | 13:11 - 0.2 | 19:34 - 2.3 Dólar 3,26 - Euro 3,65

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Desde 1993 exerce as funções de Diretor Executivo da AETC-JP. Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Vovô aprendiz

Comentários:
publicado em 26/08/2013 às 17h07
A- A+

Desculpe, leitor(a), hoje sairmos dos escritos alusivos às reflexões sobre as cidades, seus planejamentos, a (i)mobilidade urbana etc, e, em vez disso, reportarmo-nos a um assunto cujo tema maior, “a família”, abrange o próprio título acima.

Claro que quando nos referimos aos pais, aos avós, aos filhos, aos tios, noras, genros… falamos de família, qualquer que seja seu enfoque. E, em nosso caso, decidimo-nos hoje fugir daqueles outros temas porque exatamente neste domingo, .na condição de avô, tivemos reforçada a convicção de que somos – ou podemos ser – permanentes aprendizes dos netos (incluídas, óbvio, as netas).

“Desculpar-se, por que?!” – pode algum(a) leitor(a) perguntar!

Parece não ser verdade, mas uma amiga, leitora deste espaço, certa vez nos disse que um amigo dela, em tom de crítica, questionara-lhe porque Mário Tourinho, em seus artigos, falava tanto de seus netos em vez de comentar sobre assuntos “mais sérios”!…

Respondemos também perguntando: “Ele não considera como sério o tema família?!…”.

Mas, vamos ao foco mesmo do título destes escritos, “Vovô aprendiz”. Queremos repassar o porque neste domingo sentimo-nos um permanente aprendiz dos netos… netos ainda crianças, de um a seis anos de idade. São cinco, quatro femininos e um (o Mário Neto) masculino.

Com a vovó Ana, saímos de casa pelas dez horas (da manhã, claro!). E já saímos com a neta Ana Clara, que ela própria ligara para as primas (duas outras netas) Maria Luísa e Maria Sophia, a elas dizendo que íamos buscá-las para um passeio.

Gente! Aí veio o aprendizado muito especial: – chegando à residência de nosso filho Marcelo (gêmio com Márcio), as netas de apenas quatro e seis anos colocaram o DVD da cantora, compositora (e atriz, por que não?) Aline Barros para que os avós também o assistissem, ao mesmo tempo em que todas as netas (e mais um amiguinho, Gabriel) dançavam e reproduziam a coreografia mostrada pelos bailarinos daquela produção.

Anote, gente! O título de DVD é “Aline Barros & Cia”. Ensina sobre a Bíblia, especialmente aquela passagem da viúva. Alude-se também à educação alimentar. Quer dizer: cada canção é uma lição, para crianças e igualmente para os adultos. Não conhecíamos. Ficamos muito bem impressionados. Encantados! Muito aprendemos. E quem nos indicou, quem nos ensinou, foram os netos!
 

Leia Também

error: Conteúdo protegido!