João Pessoa, 21 de julho de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de vice-presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

A voz da Paraíba

Comentários:
publicado em 14/10/2013 às 18h01
A- A+

Na semana que passou foram registrados fatos muito positivos que não só emocionaram como propiciaram sentimento de bom orgulho aos paraibanos (de nascimento e de opção), levando-nos até a esquecer (se bem que por instantes) as vozes do segmento político-partidário que são as que mais soam dizer representar-nos!…

A voz aqui evidenciada com o título acima, e que tão bem representou a Paraíba nacionalmente, corresponde à do segmento artístico-cultural. Aliás, foram algumas vozes: as de Mayana Neiva, Lucy Alves e Bruna Borges.

Já na quarta-feira, dia 9 (aliás, na madrugada da quinta-feira, dia 10), no programa Jô Soares, da TV Globo, Mayana Neiva encantou até mesmo o apresentador/entrevistador, Jô! Lá, como entrevistada de destaque, ocupando inicialmente dois blocos do programa (os 2º e 3º) e também o bloco final (o 5º), a conterrânea Mayana Neiva, que atualmente interpreta a personagem Charlene de uma das novelas da Globo, não só fez realçar sua beleza física, mas, especialmente, demonstrou o quanto inteligente e preparada culturalmente é, e até como cantora mostrou ser muito talentosa!… Entoou, tão ou mais suavemente quanto o fizera Edith Piaf, a belíssima canção “No Me Quite Pas” (Não me deixe). Entretanto, o que mais chamou a atenção e ganhou a admiração de todo o auditório do Jô foi sua simpatia, a simpatia de Mayana, o que igualmente corresponde a uma das mais importantes virtudes humanas: simplicidade.

Outras duas vozes, de mesmo modo encantadoras e que tanto nos orgulharam, apresentaram-se na noite da quinta-feira, igualmente na TV Globo, desta feita no programa “The Voice Brasil”, que pareceu chamar-se “The Voice Paraíba”. Nele, Lucy Alves (aquela paraibana da sanfona do Clã Brasil”) e Bruna Borges (por escolha dela mesma, mais paraibana do que pernambucana) brilharam ao serem bem acolhidas e obviamente aprovadas pelo “júri” do programa, embora o tenham sido bem mais pelo auditório.

Ah, que Paraíba linda! Ah, que Paraíba da qual tanto nos orgulhamos! Quão bom seria se as demais vozes do Estado, sobretudo as vozes do segmento político-partidário, pudessem ser exibidas com essa mesma sinfonia das vozes artístico-culturais!

Quão bom seria que pudéssemos, em relação ao segmento político-partidário da Paraíba, enchermo-nos de tanto orgulho quanto este que nos envolve pessoas como essas três meninas (Mayana, Lucy e Bruna)!
 

Leia Também