João Pessoa, 17 de janeiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EM POMBAL

Empresário acusado de matar ex-mulher no RN é preso na Paraíba

Comentários:
publicado em 23/12/2014 às 13h00

O empresário preso na Paraíba suspeito de ter matado a ex-mulher com um tiro na cabeça na noite desta segunda-feira (22) na cidade de Currais Novos, na região Seridó do Rio Grande do Norte, já responde na Justiça a um processo por ameaças à vítima. Fernanda Irassoara Borges de Araújo, de 27 anos, foi assassinada na frente da casa onde morava. De acordo com a Polícia Civil, Paulo Diógenes de Vasconcelos, de 35 anos, estava separado há seis meses e estava descumprindo uma medida protetiva, que o proibia de se aproximar da ex-mulher. Ele é dono de uma empresa de segurança de eventos.

 

O crime aconteceu por volta das 21h40 na Rua do Molibidênio, bairro JK. De acordo com o soldado da PM Jaime Júnior, que trabalha em Currais Novos, o suspeito chamou a vítima na porta de casa e quando ela saiu ele disparou. O homem fugiu, mas foi preso em um motel na cidade de Pombal, na Paraíba.

 

O delegado de Currais Novos, Antônio Pinto, confirmou que Fernanda já havia prestado várias queixas de ameaças contra o ex-marido. "Ela fez alguns boletins de ocorrência e nós encaminhamos o caso para a Justiça. Ela estava com uma medida protetiva, mas ele sempre desrespeitava", afirmou.

 

No site do Tribunal de Justiça consta que Paulo Diógenes foi denunciado pelo Ministério Público em outubro deste ano "pela prática suposta do crime de ameaça, em circunstâncias que configuram, em tese, crime de violência doméstica contra a mulher". A Justiça acatou a denúncia e aguardava uma data na pauta para a realização de uma audiência de instrução e julgamento.

 
Fernanda deixa dois filhos, uma menina de 3 anos e um garoto de 5 anos. Os filhos estavam na casa de parentes quando aconteceu o crime.
Ainda segundo informações do delegado, uma testemunha disse ter visto o momento em que o ex-marido atirou e fugiu correndo.
 
 
No motel em que o empresário foi preso, os policiais encontraram revólver com quatro munições, sendo que uma delas estava deflagrada. Paulo foi autuado em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. "Depois de todos os procedimentos na Paraíba, ele será trazido para Currais Novos e nós daremos prosseguimento ao inquérito pelo crime de homicídio", acrescentou o delegado Antônio Pinto.


 
G1

 

Leia Também