João Pessoa, 26 de dezembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
vídeo

Cidadania pessoense para Bolsonaro é adiada

Comentários:
publicado em 26/12/2018 às 12h16
atualizado em 26/12/2018 às 17h00
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Assunto polêmico no ano de 2018, a concessão do título de cidadão pessoense para o presidente da república eleito Jair Bolsonaro (PSL) só será votada no próximo ano pelos vereadores da Câmara Municipal. A honraria divide a opinião dos vereadores na Casa e não tem previsão para discussão.

Antes mesmo da eleição em outubro, a vereadora Sandra Marrocos (PSB) já havia afirmado que votaria contra o título. Com a vitória de Bolsonaro, a socialista reconhece decisão democrática que garantiu o cargo para o deputado federal, mas repudia atitudes e até escolhas do gestor após a eleição.

Entre as críticas, a parlamentar citou a escolha de Damares Alves para o Ministério dos Direitos Humanos. “É uma afronta colocar uma mulher daquela para ser ministra das mulheres. Ela nega a história das mulheres e chega ao ridículo de dizer que falou com Jesus no pé de goiaba”, enfatizou.

Sandra também ressaltou que Bolsonaro desrespeita o povo indígena, a população negra e não merece receber o título de cidadão de João Pessoa.

O vereador Carlão da Consolação, autor da proposta, afirmou que título deve ser votado no próximo ano e argumentou que se o ex-presidente Lula (PT) recebeu a honraria, o presidente eleito também deve receber. Ele ressaltou que Lula está preso por corrupção e Bolsonaro atualmente é um ‘gestor nacional’.

“Se foi votada para um presidiário pode ser votado para o presidente da República”, alfinetou.

Assista:

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também