João Pessoa, 28 de abril de 2017 | --ºC / --ºC 05:32 - 2.6 | 11:41 - 0.0 | 17:58 - 2.6 $ Dólar 3,17 - € Euro 3,45

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Um Davi, dois Golias

Comentários:
31/07/2014 às 01h42
A- A+

Pesquisa após pesquisa, os dados comprovam a sensação das ruas e rodas políticas: o debate da sucessão está restrito às candidaturas do governador Ricardo Coutinho e do senador Cássio Cunha Lima. Eis o desafio, então, no caminho do senador Vital do Rêgo, um obstinado por essência; romper essa consolidada polarização.

No linguajar popular, Vital precisa sair da posição intermediária, roubar a cena e entrar na roda das discussões. Como fazer? Primeiro, provocando, no bom sentido, seus adversários ao ponto de, no mínimo, obrigá-los a responder publicamente eventuais questionamentos e críticas.

Do jeito que está, a imprensa registra diariamente troca de farpas e queda de braço retórica entre Ricardo e Cássio sobre comparativos de ações de governo e números. Vital, por enquanto, está à margem desse circuito, condição que lhe desfavorece e prejudica sua visibilidade perante o eleitorado.
 

Ato contínuo, o senador do PMDB deve ocupar todos os espaços midiáticos possíveis. Com o início das rodadas de entrevistas, dos debates e do guia eleitoral, haverá a oportunidade de cumprir essa missão, incluindo a tarefa de se inserir na peleja direta com Cássio e Ricardo.

O terceiro ponto é botar a campanha na rua. Nesse quesito, o nome, as peças e as cores da candidatura do PMDB começam a ser vistas, apesar das conhecidas dificuldades estruturais. Já há uma programação regular de adesivagem e panfletagem nas avenidas de João Pessoa, uma forma de estimular militância e simpatizantes.

São passos indispensáveis à propagação da mensagem de uma candidatura que nasceu improvisada e que precisa lutar com a perseverança e fé de um Davi para não ser esmagada por dois gigantes.
 

*Artigo publicado na coluna do jornalista no Correio da Paraíba, edição do dia 30/07/2014 (quarta-feira).

Leia Também

BASTIDORES

Trócoll: Vital queria Veneziano senador de Cássio

Pesquisa após pesquisa, os dados comprovam a sensação das ruas e rodas políticas: o debate da sucessão está restrito às candidaturas do governador Ricardo Coutinho e do senador Cássio Cunha […]