João Pessoa, 14 de novembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
operação cartola

STJD bane dirigentes e árbitros do futebol

Comentários:
publicado em 14/11/2018 às 15h53
atualizado em 14/11/2018 às 18h33

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva baniu, na tarde desta quarta-feira (14), o presidente do Campinense, William Simões, o ex-vice-presidente de futebol do Botafogo-PB, Breno Morais, o ex-presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba (TJDF-PB), Lionaldo dos Santos, o ex-procurador do órgão, Marinaldo Barros, e o ex-presidente da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol da Paraíba (Ceaf-PB), José Renato Soares.

Nove árbitros também foram condenados. Os acusados são alvos da Operação Cartola, que investiga um esquema de fraude no Campeonato Paraibano.

De acordo com a decisão, Breno terá que pagar uma multa de R$ 90 mil.

Os ex-presidentes do Clube, Zezinho Botafogo e Guilherme Novinho, além de Francisco Sales, filho de Novinho e ex-diretor do clube, foram suspensos por 540 dias, mais uma aplicação da multa de R$ 30 mil.

MaisPB com Blog do Maurílio Júnior 

Leia Também