João Pessoa, 12 de novembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
deteve terrorista

Campanha na internet dá quase R$ 300 mil a sem-teto

Comentários:
publicado em 12/11/2018 às 09h12
atualizado em 12/11/2018 às 11h07

Uma campanha de financiamento coletivo arrecadou quase 100 mil dólares australianos (cerca de R$ 268 mil) para sem-teto de 46 anos que ajudou a deter um homem apontado como terrorista na cidade de Melbourne, na Austrália.

Michael Rogers, apelidado na internet de “Trolley Man” – ou “homem carrinho”, em tradução literal -, foi filmado na sexta-feira tentando impedir que Hassan Khalif Shire Ali, de 30 anos, esfaqueasse dois policiais.

Ele usou um carrinho de supermercado para atingir o suspeito, que já havia matado o dono de uma cafeteria e ferido outras duas pessoas a facadas.

Shire Ali foi posteriormente baleado pela polícia e morreu no hospital.

Pessoas que o conheciam disseram que ele estava paranoico, que vinha sofrendo de alucinações e que a família não sabia se estava usando drogas ou outro tipo de susbtância, informou o jornal britânico “The Guardian”.

Segundo esses relatos, o homem acreditava que “estava sendo perseguido por pessoas invisíveis com lanças”.

‘Não sou herói’

“Eu joguei o carrinho em cima dele e consegui atingi-lo, mas não cheguei a derrubá-lo. Não sou um herói”, disse Rogers em entrevista ao canal de TV 7 reproduzida pelo Guardian e por outros veículos.

No momento em que o enfrentou, ele estava a poucos metros de um carro em chamas cheio de cilindros de gás, que Shire Ali havia incendiado perto da Bourke Street, uma rua movimentada no centro da cidade.

Imagens dos esforços de Rogers se espalharam rapidamente online, onde ele foi aclamado como herói.

Uma página de arrecadação de fundos foi criada no site GoFundMe por Donna Stolzenberg, fundadora da organização sem fins lucrativos Melbourne Homeless Collective, para ajudá-lo. “Como pessoa, ele simplesmente merece isso”, disse ela à Reuters.

Até a publicação desta reportagem, 3.388 pessoas haviam doado recursos e a página havia sido compartilhada 11 mil vezes no Facebook.

Uma mensagem da criadora da página dizia: “Atualização: Nós o encontramos! Que ser humano absolutamente incrível. Tivemos uma longa conversa ao telefone hoje e estamos ainda mais orgulhosos dele. Nosso herói é humilde, como se pode ver, e não tinha ideia sobre esse levantamento de recursos que estamos fazendo. Vamos nos encontrar amanhã para entregar as doações a ele. Ele é incrível”.

A instituição de caridade de Stolzenberg agora ajudará Rogers a encontrar moradia, bem como apoio psicológico para ajudá-lo diante do que ele testemunhou.

O comissário-chefe da polícia de Victoria, Graham Ashton, disse que o ataque de sexta-feira está sendo tratado como um incidente terrorista.

Segundo informações publicadas pelo “The Guardian”, Shire Ali é procedente da Somália e chegou na Austrália nos anos 90.

Em 2015 ele teve o passaporte cancelado. Não estava sendo monitorado pela polícia.

G1

Leia Também