João Pessoa, 19 de agosto de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
lava jato

Procuradores destacam uso da tecnologia

Comentários:
publicado em 19/08/2018 às 11h15
atualizado em 19/08/2018 às 17h44

‘Tecnologia e grandes investigações contra a corrupção’ foi o tema do painel apresentado pelos procuradores integrante da Força-tarefa Lava Jato, Roberson Henrique Pozzobon e Júlio Carlos Motta Noronha, na tarde desta sexta-feira (17), no IV Hackfest + Virada Legislativa. O auditório mais que lotou de espectadores, entre eles autoridades e membros do Ministério Público, a exemplo do procurador-geral de Justiça, Francisco Seraphico Ferraz da Nóbrega filho.

Júlio Noronha trouxe uma visão da evolução da tecnologia e destacou que há uma série de dificuldades no combate à corrupção, entre elas o fato de os criminosos contarem com os mesmos recursos tecnológicos que o Estado dispõe e os usam para esconder provas, dificultar as investigações e monitorar as atividades do Estado.

“A corrupção se vale da apatia das pessoas. Não sejamos meros espectadores do combate à corrupção. A responsabilidade dessa luta não é só do Estado. É preciso a participação popular”, destacou Roberson Pozzobon.

O procurador da República, Fábio George Cruz, que mediou o painel, endossou que sem uma sociedade participativa não será possível criar um novo Brasil e destacou a presença de Gil Castelo Branco, da Associação Contas Abertas, na plateia e o seu trabalho histórico em prol da transparência e contra corrupção

MaisPB

Leia Também