João Pessoa, 05 de julho de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
repasse de duodécimos

Ricardo vê gravidade em intervenção judicial

Comentários:
publicado em 05/07/2018 às 20h32
atualizado em 06/07/2018 às 09h26

O governador Ricardo Coutinho (PSB) afirmou, nesta quinta-feira (05), enxergar uma “gravidade tremenda” em decisões judiciais que interferem no orçamento do Estado. A declaração do gestor está relacionada a decisão judicial para repasse do duodécimo da Universidade Estadual da Paraíba nos valores praticados no Quadro de Detalhamento de Despesa (QDD) atrelado à Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017, sob pena de sequestro.

Coutinho afirmou que o Estado recorrerá da decisão, mas destacou que ainda não há decisão sobre o repasse integral do orçamento. “Percebo uma gravidade tremenda fazer orçamento através de decisão judicial. Como fica a economia? Como fica o Estado quando cair a receita?”, questionou.

A UEPB questionou na Justiça os cortes do orçamento e ressaltou que a autonomia financeira e administrativa da instituição não é respeitada. “Orçamento não pode ser feito por caneta de decisão, se não vão quebrar o estado”, arrematou o governador.

Veja vídeo 

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também