João Pessoa, 03 de Abril de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Audiência de Custódia

TJPB encaminha Leto Viana para 5º Batalhão

Comentários:
publicado em 03/04/2018 às 15h07
atualizado em 04/04/2018 às 06h36

O Tribunal de Justiça da Paraíba manteve a prisão de todas pessoas detidas na operação ‘Xeque-Mate’, deflagrada nesta terça-feira (03) pela Polícia Federal e Ministério Público da Paraíba para combater desvio de recursos públicos na Prefeitura e Câmara de Cabedelo. O prefeito da cidade, Leto Viana, foi encaminhado para cumprir prisão preventiva no 5º Batalhão de Polícia Militar, no Valentina. A decisão do juiz Rodrigo Marques ocorreu na tarde de hoje, durante audiência de custódia.

A audiência de custódia do gestor afastado durou menos de cinco minutos. Acompanhado por seu advogado, Sheyner Asfora, Leto arriscou um sorriso ao deixar a sala do Pleno do TJPB e cumprimentou um homem antes de sair.

O vereador Antônio Bezerra do Vale Filho (PRP) foi ouvido, mantido preso e encaminhado também ao 5º BPM, por ser advogado. Para o Batalhão foram conduzidos também o professor de Geografia Gleuryston Vasconcelos Bezerra Filho, o presidente da Câmara, Lúcio José Nascimento, além do vereador Rosildo Pereira de Araújo Júnior, conhecido por Junior da Tele.

A vereadora e vice-presidente da Câmara e primeira-dama do município, Jaqueline Monteiro França, teve a prisão mantida e foi encaminhada para 6ª Companhia da Polícia Militar, em Cabedelo, assim como o vereador Tércio Figueiredo, a professora, Leila Maria Viana do Amaral e o servidor público Inaldo Figueiredo da Silva.

O funcionário público Adeildo Bezerra Duarte, assessor especial de Leto Viana, e o empresário do ramo de Segurança, Marcos Antônio Silva dos Santos, foram encaminhados para o presídio do Róger.

Leia Também