João Pessoa, 19 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
DISCUSSÃO

Médico é acusado de matar PM, capota carro em fuga e acaba preso

Comentários:
publicado em 06/01/2015 às 18h03

O médico veterinário Daniel Augusto Tschope, 32 anos, está sendo acusado de matar à coronhadas o cabo da Polícia Militar, da cidade de Tabaporã (700 quilômetros de Cuiabá), Renilson Vicente, 42 anos, na noite de domingo (04). O caso ocorreu nas proximidades de um bar, após os dois terem entrado em discussão por conta de um veiculo apreendido.

O policial havia apreendido o veículo de Daniel, que estava irregular, na tarde de domingo. Ao sair da Delegacia de Flagrantes, da região, o veterinário foi até a casa de Renilson e depredou a fachada, quebrando os vidros das janelas, além de danificar outros objetos. Na sequencia, eles se encontraram em um bar, na região central de Tabaporã, onde começou a discussão.

Durante o desentendimento, o veterinário partiu para cima do PM, tomou sua arma e desferiu vários golpes com o cabo do revolver na sua cabeça. “Ele tomou a arma do policial durante a discussão e bateu muitas vezes na cabeça dele. O PM morreu no local”, disse o soldado da 11ª Companhia, Rodrigues.

Na fuga, o veterinário capotou seu outro veículo, um Corsa, na estrada que liga o município de Tabaporã a Sinop. Ele abandonou o carro e fugiu no meio da mata, chegando à cidade de Americana do Norte. Daniel tentou se esconder em uma kitnet, mas foi preso após a PM ter fechado o cerco contra ele.

No capotamento, Daniel ficou ferido com diversos cortes na cabeça. Ele foi encaminhado para um hospital de Sinop.

Leia Também