João Pessoa, 06 de março de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
autor de chacina

Promotoria pede prisão perpétua de paraibano

Comentários:
publicado em 06/03/2018 às 13h08
atualizado em 06/03/2018 às 13h30
A- A+

A promotoria de Guadalajara, na Espanha, pediu na segunda-feira (5) a condenação do réu confesso da chacina da família paraibana na cidade de Pioz, François Patrick Campos Gouveia.

O pedido foi feito pelo Ministério Público.  O réu está preso desde outubro de 2016 em uma prisão espanhola.  Ele confessou ter matado os tios e dois primos em um chalé da cidade de Pioz, em agosto do mesmo ano.

Patrick pode ser enquadrado no artigo 140 do Código Penal espanhol, pois ele matou os dois primos, menores de 16 anos. A mesma lei ainda prevê prisão perpétua por ter matado duas pessoas em um mesmo crime.

A juíza Rosa Maria Acero Viena, responsável por julgar o pedido, deve anunciar a data do julgamento de Patrick Gouveia, mas a previsão é de que o júri do brasileiro de 20 anos aconteça em no máximo três meses.

Em fevereiro deste ano, a Justiça espanhola descartou as provas coletadas pelas autoridades brasileiras e deu por concluída a fase de instrução do processo.

Relembre

Janaína Américo, Marcos Campos Nogueira e os filhos do casal, de 1 e 4 anos, foram encontrados mortos e esquartejados em um chalé na cidade espanhola de Pioz em 18 de setembro de 2016, cerca de um mês após o crime. Patrick Gouveia, sobrinho de Marcos, se entregou à polícia da Espanha e confessou o crime em 19 de outubro.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também