João Pessoa, 07 de janeiro de 2015 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
REPRESÁLIA

Acusado de estupro é espancado por detentos em presídio

Comentários:
publicado em 07/01/2015 às 12h57

O apenado Paulo Roberto Pereira Donato, de 30 anos, ficou ferido, após uma confusão entre detentos de um pavilhão da Colônia Penal de Sousa, na tarde desta terça-feira (06).

Conforme informações dos agentes penitenciários, vários presos não gostam do convívio com Paulo Roberto, pois recentemente descobriram que o mesmo era acusado de estupro. Revoltados, os detentos passaram agredi-lo.  

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e esteve na casa de detenção realizando atendimento à vítima, que foi encaminhada por uma escolta armada da Colônia Penal até o Hospital Regional de Sousa para receber o devido atendimento médico.

Segundo informações da direção da Colônia Penal, Paulo Roberto, após ser liberado e ao retornar a Colônia Penal, ficará em uma cela isolada, com intuito de resguardar a sua integridade física, já que o mesmo não está sendo aceito pelos demais presos em outras dependências daquela casa prisional.

Prisão

A prisão de Paulo aconteceu no dia 05 de abril de 2013, na cidade de Campina Grande. Em uma ação conjunta as polícias Civil e Militar conseguiram localizar e prendê-lo. Ele é apontado como autor de vários estupros na cidade. De acordo com as investigações, Paulo Roberto Pereira Donato, que na época tinha 29 anos, já estava sendo investigado há cerca de 30 dias, depois de ter supostamente violentado uma jovem de 16 anos. A menina seguia para a academia, no bairro Rosa Cruz e foi abordada nas proximidades a Escola Panorama.

Segundo as autoridades policiais, o criminoso a rendeu com uma faca e a obrigou a subir na moto. A menina foi levada para um terro baldio na Alça Sudoeste, onde foi estuprada. De acordo com a Polícia Civil, já existia um mandado de prisão contra o acusado, já que pelo menos três jovens confirmaram terem sido violentadas pelo acusado.

MaisPB com Diário do Sertão

Leia Também