João Pessoa, 10 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Após prisão

Prefeitura do Rio cancela show de Naldo no réveillon de Copacabana

Comentários:
publicado em 07/12/2017 às 15h48
atualizado em 07/12/2017 às 15h49

A Prefeitura do Rio decidiu cancelar a participação de Naldo Benny no réveillon de Copacabana. O martelo foi batido na tarde desta quinta-feira, um dia após o cantor ser detido por posse ilegal de arma e denúncias de agressão à mulher, a ex-dançarina Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho.

De acordo com a assessoria de imprensa da RioTur, o empresário de Naldo já foi informado sobre a decisão e compreendeu a posição da prefeitura. A empresa municipal de turismo fará a rescisão do contrato, que já havia sido assinado.

Ainda não foi definido qual atração irá substituir Naldo no palco principal da festa, que terá ainda shows de Anitta, Frejat, Cidade Negra e Belo, e das escolas de samba Mocidade e Portela. Segundo a RioTur, há duas opções: contratar um novo artista ou deslocar alguma atração de outro palco da cidade.

Naldo Benny foi detido nesta quarta-feira por porte ilegal de arma e solto após o pagamento da fiança. De acordo com Ellen Cardoso, Naldo a teria agredido com socos, tapas e puxões de cabelo após uma discussão por ciúmes. Ela já passou por exame de corpo de delito. Mulher Moranguinho disse que o marido tinha em casa uma arma não registrada.

A Delegacia de Atendimento a Mulher (DEAM) de Jacarepaguá realizou buscas na casa do cantor na Freguesia, Zona Oeste do Rio, e encontrou uma pistola calibre 7,65 sem registro e munição. Naldo foi autuado em flagrante.

Extra

Leia Também