João Pessoa, 19 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
INSEGURANÇA

PM não vê necessidade de Tropas Federais em Campina Grande

Comentários:
publicado em 19/10/2017 às 13h41
atualizado em 19/10/2017 às 17h24

O comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, coronel Lamarck Donato, criticou, nesta quinta-feira (19), a proposta do vereador Márcio Melo (PSDC) para convocação de Tropas Federais para conter a violência em Campina Grande, no agreste paraibano. Para ele, não existe “falta de controle na cidade”.

De acordo o comandante, os números apontam para diminuição no número de ocorrência na cidade há mais de seis anos e por isso, a defesa do parlamentar não tem justificativa.

“Talvez fosse preciso ter pedido tropas federais antes”, pontuou.

O policial militar considerou que a violência tem crescido no país inteiro e a polícia também não pode ser responsabilizada pelo problema.

“A onda de violência não pode ser criada apenas pela ausência de polícia, mas sim por causa de um contexto social complexo que envolve conduta criminosa, educação familiar, acesso a possibilidade de crescimento do cidadão e também de caráter das pessoas”, afirmou.

Para coronel Lamarck, em Campina Grande, ao contrário do que acontece em outras regiões do país, todos os índices têm sido reduzidos em relação à violência e, portanto, é desnecessária a convocação das Tropas Federais.

“No mínimo é inadequado a convocação de Tropas Federais se estamos em uma linha de decréscimo. Não existe falta de controle e sim o controle muito grande. Não é ter ou não ter tropas federais que se será a solução adequada”, finalizou.

Roberto Targino – MaisPB 

Leia Também