João Pessoa, 28 de maio de 2017 | --ºC / --ºC 06:06 - 2.6 | 12:19 - 0.1 | 18:39 - 2.4 Dólar 3,26 - Euro 3,64

ÚltimaHora
empreendedorismo

Paraibanos disputam etapa nacional de Desafio

Comentários:
publicado em 20/03/2017 às 15h17
atualizado em 20/03/2017 às 15h19
A- A+

Quatro paraibanos irão disputar a etapa nacional do Desafio Universitário Empreendedor em Brasília, entre os dias 7 e 12 de abril. Neste último final de semana, eles e mais 32 competidores estiveram na semifinal estadual do Desafio, em Campina Grande, participando de jogos, workshops sobre modelos de negócio e dinâmica, de forma individual e em grupo, onde foram trabalhadas atitudes e habilidades empreendedoras.

Da etapa estadual, os estudantes com melhor desempenho foram: Hiuquem Monteiro (UFCG), campus de Campina Grande, no Agreste, com 31,67 pontos; Samuel de Oliveira (IFPB) de Cajazeiras, no Sertão, com 29,83; Fábio Galdino (UFPB – campus João Pessoa), com 29,67 pontos; e Rafael Eleotério (FPB – João Pessoa), com 29,5. “O desafio exige muito foco, atitude e persistência. Aprendi isto na edição do ano passado. Desde então procurei me capacitar para conseguir ser um finalista, porém o primeiro lugar foi inesperado”, disse o estudante de engenharia química, Hiuquem Monteiro.

Durante a semifinal, também receberam a premiação, no ranking histórico, a professora Janeide Albuquerque, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), e no ranking ciclo, Juliana Menezes, da Faculdade Maurício de Nassau. Juliana falou que incentivou alunos de todos os cursos a participarem porque já conhecia a competição e acredita na eficácia da prática para a vida profissional. “Empreendedorismo é uma disciplina tradicional na área de Administração e eu pretendo estendê-la a todas as outras áreas. Facilita nosso trabalho e estimula o aluno”, disse.

O gerente do Sebrae em Campina Grande, João Alberto Miranda, parabenizou a todos os participantes e estimulou aos que não conseguiram chegar à final estadual a participarem do próximo Desafio. “Esperamos que vocês também se engajem em outros projetos, como o de Cidades Inteligentes, que está iniciando. Uma grande plataforma digital será instalada na cidade para atender esse mercado que só cresce. Outra dica que damos é para todos formarem parcerias e desenvolverem produtos e serviços para os pequenos negócios”, falou.

O Desafio é uma competição nacional que estimula alunos universitários a desenvolver atitudes empreendedoras, como lançar uma inovação ou um serviço de ponta em algum mercado. Na Paraíba, 360 estudantes se inscreveram e 36 foram pré-selecionados a participar de três dias de atividades, da sexta (17) ao domingo (19). Através de jogo e do planejamento de negócio, eles seguem a metodologia preparatória aos desafios do mercado.

Palestras – No primeiro dia da competição, na última sexta-feira (17), dois jovens empreendedores que ganharam evidência nacional conversaram com os estudantes sobre suas experiências profissionais.  Aline dos Anjos, designer de 19 anos, mentora de startups e uma das palestrantes mais jovens do país apresentou as 10 principais características empreendedoras: atitude,  comprometimento,  busca de informações,  qualidade e eficiência, persistência, os riscos calculados, as metas, planejar e monitorar, persuasão e rede de contatos e independência e confiança.

“É preciso estar atento, informado e preparado para as mudanças. Tenho enfrentado muitas adversidades, apesar da pouca idade. Obstáculos pessoais e profissionais, mas sigo firme, aprendendo mais e passando o que sei adiante. É importante nos prepararmos para mudar. As profissões ainda nem existem na área digital, mas já nos preparamos para elas. É assim, veloz e focado o mercado e nós temos que acompanhar”, comentou.

Já a segunda palestra, com o diretor da ThoughtWorks, também um jovem que se tornou cidadão australiano, foi focada na transformação digital e na psicologia cognitiva. Após viajar por 68 países, Fábio Pereira adquiriu experiência nestas áreas e em desenvolvimento de softwares. Com o tema “Decisões Digitais”, ele fez uma ampla investigação dos nossos hábitos que estão cada vez mais comandados por robôs e tecnologia.

“Você pensa antes de dar um like num post de uma rede social? O pensamento rápido diz que não a maior parte do tempo. Já estamos na Era em que interagimos com as máquinas de maneira inconsciente. Uma pesquisa avaliou quantas vezes tomamos decisões acatando as sugestões das máquinas ou do robô mais acessado do planeta, o Google. São 35 mil dicas tomadas por dia, entre as naturais e as sugeridas pelo mundo digital. Na maior parte do tempo, devido ao pensamento rápido, seguimos as sugestões tecnológicas”, disse.

Sebrae-PB

Leia Também

error: Conteúdo protegido!