João Pessoa, 22 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
POLICIAL

Polícia prende quadrilha suspeita de homicídios e assaltos em alhandra

Comentários:
publicado em 13/01/2015 às 17h01

Policiais da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar desarticularam, nesta terça-feira (13), uma quadrilha suspeita de homicídios e roubos na Zona Rural de Alhandra. Na operação, foram presos Gemerson Ribeiro da Silva, de 20 anos; Jadilson Silva de Moura, 18; Dielison da Silva Ribeiro, 19; e apreendidos dois adolescentes, de 14 e 15 anos. Eles ainda são acusados de um homicídio e de um incêndio a casa de um morador de uma comunidade de Alhandra, além de vários roubos de motocicletas.

Com o grupo, foram apreendidos dois revólveres, munições de calibre restrito, 18 “trouxinhas” de maconha, pedras de crack e vários produtos de roubo. De acordo com a polícia, o grupo é acusado ainda de um homicídio ocorrido em Alhandra, além de assaltos a pessoas, postos de combustíveis e a residências. A casa de um morador da Comunidade do Sobradinho também teria sido incendiada pelos acusados.

De acordo com o tenente Thiago Carneiro, a operação contou com doze policiais militares, que chegaram até os suspeitos por meio de denúncias anônimas. “Esse grupo vinha aterrorizando os moradores da Zona Rural de Alhandra. Estávamos levantando informações sobre eles e, por meio dessa denúncia anônima, conseguimos localizá-los em uma casa situada em uma região de mata, no sítio Mucatu”, disse.

Um dos acusados, Gemerson Ribeiro da Silva, disse aos policiais que seria o sucessor do presidiário Samuel Mariano da Silva (o Samuka), de 34 anos, para dar continuidade aos crimes praticados na região. Samuka foi preso por Policiais Civis da Paraíba, no dia 2 deste mês, na cidade de Igarassu, em Pernambuco.

Os acusados foram apresentados na Delegacia da Polícia Civil, em Alhandra, onde foram reconhecidos por várias vítimas.

Secom-PB

Leia Também