João Pessoa, 23 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
HOMENAGEADA

Trump chama Streep de ‘puxa-saco de Hillary’ em resposta a discurso

Comentários:
publicado em 09/01/2017 às 17h14
atualizado em 09/01/2017 às 17h15
Meryl Streep recebe o troféu Cecil B. DeMille pelo conjunto da obra no Globo de Ouro 2017 (Foto: Paul Drinkwater/NBC via AP)

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, classificou Meryl Streep como “puxa-saco de Hillary [Clinton]” e “adoradora de Hillary”, ao reagir ao discurso da atriz no Globo de Ouro, que aconteceu neste domingo (8). Homenageada na premiação, a atriz celebrou a diversidade e fez críticas ao discurso anti-imigração do republicano.

Meryl criticou Trump por imitar um jornalista com doença congênita durante um discurso a apoiadores na campanha presidencial, quando ela foi ao palco para receber uma homenagem no Globo de Ouro. “Quando algo assim é feito por alguém poderoso, impacta a vida de todos, porque meio que dá a permissão para que outros façam a mesma coisa. Desrespeito convida desrespeito. Violência incita violência.”

Em entrevista ao “The New York Times” na manhã desta segunda (9), Trump disse que não assistiu à fala de Streep, mas que não ficou surpreso com o ataque do que chamou de uma das “pessoas liberais do cinema”. Ao jornal, ele disse que a atriz era “adoradora” de Hillary (“Hillary lover”).

Em sua página no Twitter, ele comentou o assunto, criticando a atriz: “Meryl Streep, uma das atrizes mais superestimadas de Hollywood, não me conhece, mas me atacou ontem no Globo de Ouro. Ela é uma puxa-saco de Hillary.” A expressão “flunky” também pode ser traduzida como “serva”.

G1

Leia Também