10 de dezembro de 2016 - 15:30

última hora
30/11/2016 às 12h56

Assassino em série matava, comia e bebia o sangue das suas vítimas

c3fgfvjkpps33hg3bptbsml13

Uma lista de barbáries cometidas por um assassino em série com a ajuda de seu irmão, em meados de 1980, vieram à tona nos EUA depois que uma testemunha decidiu revelar informações à polícia na última segunda-feira (28). As informações são do jornal britânico “The Mirror”.

Preso desde 1985, Bradfield Clarck escolhia minuciosamente suas vítimas. A mais nova delas, uma garota de seis anos, foi morta e teve seu sangue ingerido pelo criminoso. Dessa maneira, um ato de canibalismo acabou revelando o lado mais obscuro do assassino americano.

Uma colega de trabalho, Trish Mark, também foi vítima de Clarck após ter aceitado um convite para um jantar romântico, o que acabou se tornando uma  verdadeira cena de filme de terror. Afinal, o assassino frio esquartejou Trish, cortou seus seios e os assou em uma churrasqueira antes de comê-los.

Anos depois, os “instintos assassinos” de Mark se revelaram em outros familiares. O irmão de Bradfield, Hadden Clarck, assassinou e tentou ocultar o corpo de Laura Houghteling, de 23 anos.

De acordo com a polícia, as evidências de Hadden permaneceram no travesseiro da vítima, o que levou os detetives a capturá-lo facilmente. O resultado do assassinato foi uma sentença de 30 anos de prisão.

Novos relatos do proprietário da casa dos irmãos Clarck à polícia afirmou que ambos tinham uma “natureza competitiva”.

Na Prisão

O assassino em série Bradfield Clarck atende a 60 anos de prisão pela morte da menina de seis anos e da colega de trabalho.

IG