João Pessoa, 26 de abril de 2017 | --ºC / --ºC 04:04 - 2.6 | 10:09 - 0.0 | 16:24 - 2.6 | 22:28 - 0.0 $ Dólar 3,18 - € Euro 3,46

ÚltimaHora
OPERAÇÃO LAVA JATO

Denúncias frágeis arquivam ações contra paraibano e mais nove

Comentários:
27/11/2016 às 10h51 • atualizado em 27/11/2016 às 16h31
A- A+
Senador Lindbergh Farias, do PT-RJ

De acordo com matéria do site da Folha de São Paulo, publicada neste domingo (27), dez inquéritos contra senadores e deputados federais na Operação Lava Jato foram arquivados porque as denúncias não foram confirmadas ou não foram configuradas crimes.

Uma delas fcontra o paraibano e senador pelo Rio de Janeiro, Lindbergh Farias (PT), apontado por Paulo Roberto Costa, ex-diretor da abastecimento da Petrobras, de ter solicitado e recebido R$ 2 milhões em 2010.

Os outros  políticos sobre os quais houve arquivamento são os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Antonio Anastasia (PSDB-MG), Aécio Neves (PSDB-MG), Humberto Costa (PT-PE), Edison Lobão (PMDB-MA) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), os deputados federais Simão Sessim (PP-RJ) e Júlio Delgado (PSB-MG) e a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB-MA).

Sete foram arquivados a pedido da Procuradoria Geral da República e três a pedido da Polícia Federal, , segundo levantamento feito pela Folha. Desde 2015 já são 68 inquéritos abertos para apurar participação de políticos em esquema de corrupção.

MaisPB com Folha

Leia Também

lava jato

Lista de Janot tem Alckmin, Pezão, Richa, Pimentel e mais seis governadores

De acordo com matéria do site da Folha de São Paulo, publicada neste domingo (27), dez inquéritos contra senadores e deputados federais na Operação Lava Jato foram arquivados porque as […]