11 de dezembro de 2016 - 01:10

última hora
26/11/2016 às 10h46 • atualizado em 26/11/2016 às 16h40

Petistas descontentes querem fim da eleição direta no partido

Anísio Maia

Várias tendência do Partido dos Trabalhadores (PT) que defendem mudanças profundas na legenda se reuniram, na noite desta sexta-feira (25), em João Pessoa, para  formalizar proposta que serão levadas à Brasília nos próximos dias 2 e 3 de dezembro em encontro nacional dos descontentes do da sigla.

O encontro contou com  grupos ligados aos deputados Anísio Maia, Frei Anastácio, Luiz Couto, do vereador eleito  Marcos Henriques e da engenheira Giucélia Figueiredo entre outros.

Em contato com o Portal MaisPB, neste sábado (26), o deputado Anísio Maia adiantou que uma das propostas discutidas ontem foi o fim da eleição direta na escolha de novos dirigentes partidários e a volta da votação  através de congresso.

“Não vamos participar de jeito nenhum do processo de eleição direta, que é uma  forma de trazer  um monte de gente para votar sem debate, sem discussão. Queremos votar através de congresso e com o debate de tema por tema. Não estamos querendo restringir mas buscar a qualificação e o voto com  conscientização profunda do assunto. O processo da eleição direta não conscientiza e não orienta”, explicou Anísio Maia.

Ainda segundo Anísio Maia, outra proposta é a mudança geral na direção nacional do PT, que, para ele, foi  responsável por tudo que o partido tem vivido atualmente.

Os petistas também exigirão transparência nos gastos do partido e não permitirão que nenhum membro com mandato vote no projeto que anistia o Caixa 2.

Anísio Maia, Luiz couto, Frei Anastácio, Giucélia  Figueiredo integrarão a delegação do partido que irá a Brasília no começo do próximo mês.

Roberto Targino – MaisPB