João Pessoa, 21 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
NO SENADO

Lira detalha projeto que vê vaquejada como manifestação cultural

Comentários:
publicado em 17/10/2016 às 18h00
atualizado em 17/10/2016 às 18h01
Senador Raimundo Lira

O Senador Raimundo Lira (PMDB-PB) foi à tribuna do Senado Federal nesta segunda-feira (17) para detalhar projeto de sua autoria que reconhece a vaquejada como uma “manifestação da cultura nacional”. Ele leu a íntegra do projeto na tribuna e defendeu junto aos senadores um encaminhamento e discussão em caráter de urgência.

O projeto considera a vaquejada “manifestação cultural, com características esportivas, caracterizada pela perseguição promovida ao bovino por vaqueiros montados a cavalo, com o objetivo de conduzi-lo e derruba-lo na areia” e dá ao Poder Público competência “para proteger e promover a diversidade cultural e regional brasileira, e assegura o reconhecimento e a valorização da vaquejada como um bem cultural e imaterial”.

Ao justificar a matéria, Lira lembrou que a vaquejada surgiu na caatinga, quando os vaqueiros tinham a necessidade de juntar o gado. Ele dise que, inicialmente, a vaquejada marcava o encerramento festivo de uma jornada de trabalho, quando era preciso reunir o gado, marcar e castrar. “Era a festa da apartação, da separação o gado. Feita a separação, acontecia a vaquejada com provas que mostravam a habilidade do vaqueiro com o gado”.

A vaquejada se alterou com o passar dos anos – lembrou o senador – e hoje, de acordo com a Associação Nacional de Vaquejadas, são mais de 600 eventos por ano, numa média de público que supera os 80 mil expectadores por noite e premiações que movimentam milhões de reais por ano. “A vaquejada é uma tradição. Reconhecer a vaquejada como manifestação da cultura nacional permitirá ao Poder Público implementar ações de compatibilização dessa prática”, defendeu Raimundo Lira.

A partir da aprovação de seu projeto, lembra o Senador, também será possível a implementação de um programa de educação patrimonial em escolas da rede pública, de forma a transmitir às gerações mais novas o conhecimento a respeito desse relevante patrimônio cultural nacional.

Raimundo Lira finalizou defendendo que a matéria seja discutida e analisada com atenção pelos demais parlamentares. “Diante de incontestável importância sócio cultural dessa manifestação tradicional do povo brasileiro, peço o apoio dos demais senadores e senadoras para a aprovação, e que possamos fazer um encaminhamento e a discussão em caráter de urgência”.

MaisPB

Leia Também