João Pessoa, 24 de maio de 2017 | --ºC / --ºC 02:56 - 2.5 | 09:04 - 0.2 | 15:17 - 2.5 | 21:21 - 0.1 Dólar 3,26 - Euro 3,65

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

As vísceras expostas da Igreja na PB

Comentários:
publicado em 17/10/2016 às 14h03
atualizado em 17/10/2016 às 16h19
A- A+
arquidiocese

Depoimentos chocam e expõem bastidores obscuros com relatos de desvios de comportamento entre religiosos

Quem, feito eu, teve acesso a quatro depoimentos de investigação que tramita no Ministério Público Federal sobre o envolvimento de padres católicos com aliciamento e exploração sexual, fica chocado com os relatos.

São confissões de quem um dia entrou na Igreja para ser doutrinado, passar pelo Seminário e depois servir à instituição como um dos seus missionários e terminou mudando de rumo, desviado por seduções homossexuais de superiores que deveriam fortalecer essas convicções com testemunhos de vida.

As revelações foram feitas ao procurador do Trabalho na Paraíba, Eduardo Varanda, por jovens envolvidos nas práticas, um ex-funcionário da Arquidiocese e até um empresário com ativa atuação no Encontro de Casais com Cristo, em João Pessoa.

São citados além do ex-arcebispo da Paraíba, dom Aldo Pagotto, os monsenhores Jaelson Andrade e Ednaldo Araújo e o padre Severino Melo. Não coincidentemente, afastados por recente decisão do administrador interino, dom Genival Saraiva, sucessor de dom Aldo, pós-renúncia forçada.

Um dos trechos mostra a gravidade da situação: “Que o depoente chegou a ouvir do… que não suportou os discursos homofóbicos do arcebispo, tendo em vista o relacionamento homossexual que manteve com … e outros rapazes. (…) Que o senhor … também praticava ato sexual com o padre Severino; que sabia que o referido padre, de 15 em 15 dias, chega a praticar orgias com o coroinha e outros rapazes, não sabendo o depoente precisar a idade; que o depoente sentia que o referido padre não se satisfazia apenas com os atos sexuais com o depoente haja vista que o mesmo recorria a artifícios como filmes eróticos, além de encontro com outros rapazes”.

Outro ponto mais bizarro: “Que o padre Severino disse ao depoente que dom Aldo teria lhe dito que ‘a carne era de primeira’, referindo-se aos atributos físicos do depoente”.

Todos os citados não podem ser julgados por antecipação e terão oportunidades de defesa e de oferecer o contraditório na investigação, cujo andamento está sub judice, já que a competência do MPF para tratar do tema está sendo questionada no Conselho Nacional do Ministério Público.

Independente desse debate jurídico, um olhar frio sobre o emaranhando de evidências e de convergência nos depoimentos impõe uma postura rígida da Arquidiocese, o que já está em curso pela atuação discreta, porém firme de dom Genival.

Não apenas para punir quem se achar em culpa, mas, especialmente, para se repensar mais do que nunca os frágeis critérios de recrutamento e imprimir rigor na observação de comportamentos destoantes da nobre e essencial missão religiosa. Do jeito que está, se não houver providências, a visão que se tem da Igreja, de abrigo espiritual seguro, pode se deformada para lugar de desconfiança.

Economizando…
De volta à Secretaria de Articulação Política, Zennedy Bezerra (PSD) deve reforçar uma de suas características: a discrição.

…Palavras
Desde que anunciado, ele vem evitando entrevistas. Limitou-se a dizer que considera o regresso “natural”.

vaquejadaBoi na faixa
Frente a Frente, da TV Arapuan, debate hoje, às 21h30, com especialistas a polêmica da vaquejada, sob questionamento a partir de decisão do Supremo Tribunal Federal, que considerou ilegal Lei regulamentando a prática no Estado do Ceará.

BRASAS
*Flexibilidade – Presidente da Câmara, Durval Ferreira (PP), se diz disposto a dialogar sobre acordo para comandar a Mesa apenas no primeiro biênio.

*Em ação – Já o vereador Marcos Vinicius (PSDB) fala pouco sobre o tema. Prefere agir nos bastidores.

*Empenhos – Semana agitada em Brasília para os deputados federais. Reta final da alocação de emendas de bancada.

*Plugado – Kactus, cão de estimação do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), tem até conta no Instagram.

*Audiência – Dirigentes de veículos de comunicação na contagem regressiva para a divulgação do ibope de rádio e televisão em João Pessoa.

FALA CANDINHA!
Trocadilho
A última de Dona Candinha comentando a relação entre o presidente da Assembleia e o governador: “Adriano é um Pocinhos de mágoa com Ricardo”.

PONTO DE INTERROGAÇÃO
A quem Michel Temer engana com aquela cara de quem não se seduz pela reeleição?

Gervásio MaiaPINGO QUENTE
“Ele deixou os amigos e se aliou ao inimigo, Cássio”. Do deputado estadual Gervásio Filho (PSB), sobre o senador José Maranhão (PMDB).

Leia Também