João Pessoa, 19 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EM ALTA

Venda de remédio para dormir aumenta após atentado na França

Comentários:
publicado em 15/01/2015 às 11h36

A venda de ansiolíticos e remédios para ajudar a dormir aumentou 18,2% depois dos atentados da semana passada na França, afirma nesta quinta-feira uma reportagem do jornal Le Figaro.

O levantamento foi feito, a pedido da publicação, por uma sociedade especializada em pesquisas da área de saúde, que acompanha vendas em 4,8 mil farmácias.

“Nunca tínhamos observado esse tipo de fenômeno”, disse Patrick Guérin, da Celtipharm, responsável pelo levantamento, que usa números de sexta a terça-feira em comparação com semanas anteriores. “Em Vincennes (na região onde um mercado judeu foi atacado) e em alguns bairros de Paris, o número é ainda maior”, diz Hélène Romano, doutora em psicopatologia ouvida pelo jornal.

No texto, o Le Figaro pergunta se os franceses realmente precisam de medicamentos depois de ter se levantado em massa contra os atentados em uma marcha no último domingo. A especialista pondera, no entanto, que as reações de ansiedade são inevitáveis. “Quando o ser humano encara algo violento, ele se sente desestabilizado e demora um tempo para se situar”, disse.

Terra

Leia Também