João Pessoa, 16 de janeiro de 2015 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
DISPUTA

Deputados do PSDB revelam assédio do grupo de Galdino na eleição da ALPB

Comentários:
publicado em 16/01/2015 às 13h24

Os deputados estaduais diplomados do PSDB Bruno Cunha Lima e Dinaldo Wanderley Filho revelaram (Dinaldinho) nesta sexta-feira (16) que estão sendo assediados pelo grupo deputado Adriano Galdino (PSB), que buscam o apoio dos tucanos a sua candidatura do socialista a presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB) na eleição que acontecerá no próximo dia primeiro de fevereiro.

Segundo Bruno, o assédio, quase que diário, é feito através de ligações telefônicas, email e mensagens de WhatsApp. Já Dinaldinho ressaltou que até o momento só conversou com o grupo de Galdinho, uma vez que o atual presidente da ALPB, Ricardo Marcelo, ainda não confirmou se disputará a reeleição.

Tanto Bruno, quanto Dinaldinho destacam que o grupo, que além dos dois, conta mais quatro deputados: Camila Toscano (PSDB), Manoel Ludgério (PSD), Renato Gadelga (PSC) e Tocar Correia Lima (PSDB), devem votar em bloco. “Vamos votar em bloco. Isso é que temos certeza”, afirmou Dinaldinho.

Apesar de não confirmarem, a tendência do grupo é votar em Ricardo Marcelo, já que os parlamentares do bloco já se manifestaram contra a proposta do socialista de realizar eleições casas para escolher de uma vez só as mesas diretoras para os biênios 201572016 e 2017/2018.

“Vamos votar naquele que aceitem algumas condições do grupo, como por exemplo que não ocorra a eleição do segundo biênio no mesmo dia e manter a Assembléia um poder independente, para que o poder não vire uma sucursal do governo”, comentou Dinaldinho.

MaisPB

Leia Também