João Pessoa, 19 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
TERRORISMO

Chanceler alemã pede que UE financie missão militar africana contra Boko Haram

Comentários:
publicado em 19/01/2015 às 13h38
A- A+

A chanceler alemã Angela Merkel pediu nesta segunda-feira (19) que a União Europeia (UE) ajude a financiar uma missão militar africana na Nigéria e em outros países para combater o terrorismo jihadista do Boko Haram.

Na entrevista coletiva que seguiu seu encontro em Berlim com o presidente de Gana, John Mahama, a chefe do governo alemão aplaudiu o acordo multilateral para iniciar uma força africana que combata esta organização, responsável pelo sequestro de centenas de meninas e de vários atentados nos últimos meses com dezenas de mortos.

Merkel disse ainda que pretende falar com seus parceiros europeus sobre a pertinência de realizar uma contribuição financeira "sustentável" a esta missão. "É em nosso próprio interesse", argumentou a chanceler.

Pelo menos quatro pessoas morreram ontem e outras 50 ficaram feridas no último atentado suicida do Boko Haram, cujo nome no idioma local significa "a educação não islâmica é pecado" e que há uma semana matou outras sete pessoas após uma dupla explosão em um mercado popular.

Um dos ataques mais graves foi perpetrado em 10 de novembro, quando 48 pessoas morreram pela explosão de uma bomba em uma escola de ensino médio na Nigéria.

O grupo, que luta para instaurar um estado islâmico na Nigéria, mantém uma sanguinária campanha no país, onde morreram mais de três mil pessoas neste ano, segundo dados do governo nigeriano.

UOL 

Leia Também