João Pessoa, 30 de dezembro de 2015 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
SEIS MESES DE ATRASO

Sem pagar por aterro, prefeito deposita lixo em terreno baldio

Comentários:
publicado em 30/12/2015 às 15h48
atualizado em 30/12/2015 às 15h49
A- A+

Seis meses sem pagar o Aterro Sanitário Metropolitano de João Pessoa. O devedor é a Prefeitura de Santa Rita. sem dinheiro e sem local adequado para colocar os dejetos, o prefeito Netinho de Várzea Nova resolveu depositar os resíduos sólidos do município em um aterro improvisado.

Em apenas 10 dias, conforme reportagem do Jornal da Paraíba (publicada na edição desta quarta-feira, dia 30), toneladas de dejetos foram jogados em um terreno baldio, a céu aberto, localizado no Distrito Industrial de Santa Rita, no Jardim Planalto.

Os vereadores do município apresentaram denúncia ao Ministério Público Federal (MPF) contra o prefeito Netinho de Várzea Nova, por crime ambiental.

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também