João Pessoa, 11 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
PERIGO

Ministério do Turismo alerta sobre crime de estelionato com dados pessoais

Comentários:
publicado em 02/09/2014 às 15h55

O Ministério do Turismo alerta para a ação de uma quadrilha que tem se passado pelo órgão com o objetivo de obter vantagens financeiras de cidadãos comuns. Com dados pessoais das vítimas, como nome completo, endereço e CPF; os criminosos encaminham por correio um ofício falso com o brasão da República, a marca Brasil e o nome do Ministério do Turismo. Os infratores identificam-se como “auditores fiscais do Ministério do Turismo”.

Na carta, os criminosos afirmam que a empresa da qual a vítima é sócia foi vendida, de modo que ela teria direito de receber uma quantia equivalente a sua participação no capital social, que em um dos casos denunciados foi de cerca de R$ 50 mil. Todas as vítimas possuem títulos de algum empreendimento, como clubes, hotéis e motéis. A correspondência apresenta dois telefones com código (21), Rio de Janeiro. Quando a pessoa liga, os atendentes se passam por colaboradores do MTur e informam que, para receber a quantia, o cidadão terá de pagar os impostos e honorários da transação, de cerca de R$ 5 mil, numa conta para depósito aberta pelos fraudadores.

O Ministério do Turismo esclarece que não realiza transações financeiras em nome de outras empresas. Também não há representação do órgão em outras cidades do país, além de Brasília, ou cargo de auditor fiscal do MTur. Para facilitar a investigação, caso tenha recebido uma carta com esse teor ou conheça alguém na mesma situação, entre em contato com a Ouvidoria (61) 2023-8009 ou com a Assessoria Especial de Controle Externo (61) 2023-7081. O crime deverá ser investigado pela Polícia Federal.

Assessoria do Ministério do Turismo 

Leia Também